CRIME

Guarujá: engenheiro é sequestrado, levado até o Morro do Macaco Molhado e tem mais de R$ 8 mil roubados

Vítima permaneceu em cativeiro por mais de duas horas enquanto criminosos subtraíam quantias

Da Reportagem

Publicado em 12/04/2022 às 14:20

Atualizado em 12/04/2022 às 16:40

Comentar:

Compartilhe:

A vítima, que estava junto de um companheiro de trabalho, foi levada para um cativeiro localizado no Morro do Macaco / HELDER LIMA/PMG

Um engenheiro de Guarujá foi vítima de um sequestro na última quarta-feira (6) e teve mais de R$ 8 mil subtraídos pelos criminosos. A vítima, que estava junto de um companheiro de trabalho, foi levada para um cativeiro localizado no Morro do Macaco Molhado. Ambos foram mantidos por mais de duas horas à mercê da quadrilha antes de serem libertados.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Segundo informações da Polícia Civil, os dois profissionais, que trabalham juntos, estavam dentro de um carro no bairro da Enseada quando foram rendidos por ao menos quatro homens, sendo que um deles estava armado. Após anunciar o sequestro, a quadrilha obrigou as vítimas a se dirigirem, dentro de seu próprio carro, até uma área do Morro do Macaco Molhado.

O grupo levou o engenheiro e seu colega de trabalho até uma casa sobreposta e trancou ambos em um cômodo pequeno. Em seguida, as vítimas foram ameaçadas de morte e forçadas a entregar todos seus dados bancários. De posse das informações, parte do grupo de criminosos deixou o local e foi até uma série de comércios de Guarujá onde efetuaram diversas compras em adegas e bares.

Ao todo, entre duas contas bancárias, foram subtraídos pelo menos R$ 8 mil. Durante todo este tempo, a vítima repassou informações aos criminosos por meio de chamadas de vídeo que eram feitas por um dos comparsas que ficou vigiando o cativeiro.

Segundo as vítimas, todos os assaltantes, um branco e três negros, aparentavam ter entre 25 e 30 anos de idade. O primeiro tinha estatura média, era magro e possuía cabelo liso raspado nas laterais além de uma tatuagem de duas asas de anjo no pescoço. Já um dos suspeitos, que era negro, tinha uma tatuagem de carranca com a língua de cobra na perna direita e uma lágrima no rosto.

Após mais de duas horas de sequestro, as duas vítimas foram deixadas dentro de um matagal em uma rua do Morrinhos IV ao lado de uma escola e a cerca de 500 metros do carro usado por ambos para trabalhar. Além disso, a quadrilha ainda roubou um celular e um relógio avaliados em R$ 2 mil.

Até o momento, ninguém foi preso e a Polícia Civil investiga o paradeiro dos criminosos.
 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Itanhaém

Livro 'Encantamento' é lançado em Itanhaém

Diversos autores e o público em geral prestigiaram o lançamento do livro na Biblioteca Municipal, na noite de quinta-feira (11)

Certame

Com salário de R$ 13 mil, concurso da Justiça Eleitoral inscreve só até quinta

O processo seletivo preencherá 412 vagas para 21 cargos efetivos dos quadros da Justiça Eleitoral e também formará cadastro de reserva

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter