X

GUARUJÁ

Guarujá decreta luto oficial pelo falecimento de Pelé

O atleta nunca perdeu o vínculo com a Região e, por muitos anos, manteve residência em Guarujá

Da Reportagem

Publicado em 29/12/2022 às 19:30

Atualizado em 29/12/2022 às 19:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Guarujá decreta luto / Divulgação/PMG

O prefeito Válter Suman decretou luto oficial de três dias em Guarujá, a partir desta quinta-feira (29), pelo falecimento do ex-jogador Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. Considerado o Rei do Futebol, Pelé veio a óbito aos 82 anos após um extenso tratamento de um câncer de cólon e estava internado no Hospital Albert Einsten, em São Paulo, desde o mês passado.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A redação do Decreto Municipal 15.332/2022 salienta o "estreito vínculo com a Baixada Santista, atuando praticamente toda a sua carreira no Santos Futebol Clube, e manteve, durante muitos anos, residência em Guarujá". O texto pontua ainda que a carreira do jogador projetou o Brasil internacionalmente.

Perfil

Nascido no município mineiro de Três Corações, em Minas Gerais, em 23 de outubro de 1940, Pelé foi contratado pelo Santos Futebol Clube aos 15 anos de idade, em 1956. No decorrer da sua carreira, tornou-se ídolo internacional e projetou a Vila Belmiro para o mundo. Ainda adolescente, aos 17 anos, integrou o elenco da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, na Suécia, quando o Brasil conquistou o seu primeiro título mundial, em 1958. Pelé compôs a Seleção nas três primeiras vitórias do Brasil em Copa do Mundo, 1958, 1962 e 1970.

Reconhecido internacionalmente como o Rei do Futebol, Pelé foi ministro dos Esportes e é considerado um dos maiores atletas de todos os tempos e foi eleito, em 2000, como o Jogador do Século pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS). Ele também é um dos dois jogadores vencedores do prêmio Melhor Jogador do Século da Fédération Internationale de Football Association (Fifa).

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mongaguá

Suspeito de participação no 'Tribunal do Crime' é preso em Mongaguá

Homem teria ligação com o Primeiro Comando da Capital

Esportes

Assim como Cássio, Santos já teve ídolos que saíram pela porta dos fundos

Problemas financeiros e falta de times competitivos foram os principais motivos

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter