Guarujá

Guarujá cria Programa de Combate ao Assédio Sexual no transporte coletivo

Ao primeiro sinal desta violência contra a mulher, o motorista deverá procurar um local seguro e parar o veículo, a fim de oferecer condições para que a vítima solicite a presença da polícia

Da Reportagem

Publicado em 05/08/2022 às 20:06

Compartilhe:

Helder Lima

Com o intuito de coibir a importunação sexual nos veículos de transporte coletivo, o prefeito de Guarujá, Válter Sumam instituiu, na última sexta-feira (29), a lei nº 5.045, que cria o Programa de Combate ao Assédio Sexual no Transporte Coletivo. A iniciativa é um projeto de lei Nº 025/2022 do vereador, Mário Lúcio da Conceição.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Ao primeiro sinal desta violência contra a mulher, o motorista deverá procurar um local seguro e parar o veículo. A ação visa oferecer condições para que a vítima solicite, ou não, a presença da polícia.

Já a mulher que estiver recebendo alguma forma de importunação sexual ou qualquer um que testemunhe o ato poderá acionar o sinal de parada de ônibus para chamar a atenção do motorista.

O programa também exige a fixação de placa ou cartaz de advertência em áreas de circulação de passageiros, guichês de venda de bilhetes de transporte e no interior dos ônibus. Os locais terão o prazo de até 30 dias para se adequar a essas determinações.

Em caso de descumprimento da lei, o condutor responsável receberá advertência seguida por multa no valor de 100 UFs, podendo ter seu valor dobrado em caso de reincidência.

O crime de importunação sexual pode acarretar de um a cinco anos de prisão e denúncias podem ser feitas pelo número 190.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Veja quais foram os bairros com mais roubos de celular em Praia Grande; confira

Dados foram coletados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo

Cotidiano

Free Flow registra mil motoristas irregulares por dia; sistema atende Litoral de SP

Pesquisa foi feita em uma região que já opera com o novo modelo de pedágio

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter