GOVERNO SAUDE

Falso fiscal tenta dar golpe em comércios de Guarujá; entenda

Qualquer abordagem, que fuja dos padrões, deve ser imediatamente comunicada ao órgão municipal

Comentar
Compartilhar
23 JAN 2020Por Da Reportagem12h24
Vigilância Sanitária destaca que seus funcionários possuem a identidade funcional (crachá) da PrefeituraFoto: Reprodução / Site Oficial / Prefeitura Municipal de Guarujá

A Prefeitura de Guarujá recebeu a denúncia de que um suposto fiscal da Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo estaria agindo na Cidade. “O falso fiscal se apresentou via telefone como Sérgio Ferreira, diretor Operacional do órgão em nível estadual, a dois empresários guarujaenses, chegando a avisá-los sobre uma futura fiscalização”, alerta o diretor de Vigilância em Saúde de Guarujá.

Conforme relatado pelos denunciantes, o homem informou que viria posteriormente à Cidade para realizar o procedimento. Tal atitude, diferente do padrão da fiscalização da Prefeitura, chamou a atenção dos empresários, que ligaram para a Diretoria de Vigilância em Saúde em busca de informações.  Por sua vez, os técnicos municipais entraram em contato com os Centros de Vigilância Regional e Estadual e constataram que o nome dado não constava em nenhum cadastro funcional.

Além disso, na última semana, a imprensa noticiou que o município de São Sebastião teve problema com as mesmas características, já que um homem utilizou o mesmo nome ao se apresentar aos comerciantes daquele município.

Por isso, donos de estabelecimentos comerciais devem ficar atentos à incidência de possíveis golpes e não permitir a entrada de fiscais em seus comércios, sem antes confirmar que se trata de um profissional habilitado.

Em caso de suspeitas, a Vigilância Sanitária destaca que seus funcionários possuem a identidade funcional (crachá) da Prefeitura, e que não avisam previamente sobre as fiscalizações a serem realizadas. Outras informações devem ser obtidas pelo telefone 3355-1929, na Coordenação de Vigilância Sanitária.