X

Guarujá

Espetáculo Mergulho promove reflexão do jovem sobre seu espaço na sociedade

Peça terá apresentação gratuita em Guarujá, no dia 17 de março, às 14 horas

Mariana Fernandes

Publicado em 14/03/2023 às 12:59

Atualizado em 14/03/2023 às 13:01

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

A sessão em Guarujá é uma realização da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paul / Divulgação

Promover a reflexão do jovem sobre seu espaço na sociedade, sua identidade e seu lugar no mundo é a principal proposta do espetáculo Mergulho, que terá apresentação única e gratuita no dia 17 de março, às 14 horas, no Teatro Municipal Procópio Ferreira, na Av. Dom Pedro I, 350, Jardim Tejereba, em Guarujá. Esta será a terceira sessão da temporada gratuita iniciada em fevereiro, em São Paulo, tendo como público-alvo estudantes a partir de 10 anos.

A peça Mergulho, da Cia. Gesto de Teatro, tem autoria e direção Leslie Marko complementada por uma dramaturgia coletiva, trazendo no elenco os atores Gabriela Oliveira, Guillermo Alves e Leonardo Trovão. A montagem atual é a evolução natural de um processo iniciado nos anos 80, a partir de uma pesquisa sobre o jovem e os processos de intolerância e diversidade numa cidade grande como São Paulo.

“De lá pra cá, fizemos várias versões desta narrativa, com a mesma ideia de levar uma experiência que gere reflexões, para que esse jovem amadureça e tenha uma nova visão da sociedade, promovendo as mudanças que queremos no mundo”, detalha Leslie.

A história gira em torno de três personagens que buscam entender e lidar melhor com suas identidades, representando grupos étnicos/culturais e tornam-se metáforas para as minorias que convivem na cidade. Nesta montagem, os atores Gabriela Oliveira, Guillermo Alves e Leonardo Trovão representam um judeu, uma filha de negro com indígena e um nordestino

“Levamos cenas reais para o palco, de situações baseadas nas pesquisas que fizemos, e alternamos com cenas ficcionais, próprias da imaginação do jovem. Os personagens retratam o preconceito que sofreram e mostram como transformar essa dor a partir da própria realidade”, explica a diretora.

A apresentação convida a plateia a um verdadeiro mergulho em alguns dos momentos do cotidiano do jovem, pincelando sua relação com sonhos, medos, angústias, ambiente familiar, amores, preconceitos, solidões, vazios, saturações de tudo e dele mesmo e, principalmente, as suas esperanças.

O roteiro coloca o dedo na ferida ao expor formas de discriminação na História Social, na identidade familiar e cultural dos personagens e seus reflexos no cotidiano: judeus no Holocausto, escravidão dos negros no Brasil e a discriminação contra migrantes nordestinos ou outros descendentes de imigrantes e refugiados diversos. 

Porém, a reflexão que a peça provoca não se limita apenas aos mais novos, como destacou Leslie, uma vez que a dramaturgia da apresentação oferece ao adulto a oportunidade de reavaliar seus vínculos e posturas em relação ao jovem, assim como resgatar o adolescente que já foi um dia.

Caminho artístico

A diretora ainda pontua que o Mergulho acredita no teatro como um valioso caminho artístico e educacional de encontro significativo, a serviço de inquietações, questionamento, transformações pessoais e sociais. “Buscamos habitar em um mundo mais justo e melhor. Pensamos que ele só pode ser construído com a poesia e a sensibilidade, a inteligência e a vontade dos que acreditamos e abraçamos esta ideia, não sozinhos, mas no coletivo”, reflete Leslie Marko. 

A sessão em Guarujá é uma realização da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, por meio de projeto contemplado pelo Edital ProAC de Circulação de Espetáculos 02/2022, com produção executiva de Rogério Nagai e da produtora Oriente-se Produções Artísticas.

Serviço

Mergulho, da Cia. Gesto de Teatro

Classificação: 10 anos

Duração: 75 minutos 

17/3 - 14 horas

Avenida Dom Pedro I, 350, Jardim Tejereba, Guarujá

Retirada dos ingressos gratuitos pela plataforma Sympla

Ficha técnica

Texto e direção: Leslie Marko.

Elenco: Gabriela Oliveira, Guillermo Alves e Leonardo Trovão.

Produção executiva: Rogério Nagai e Oriente-se Produções Artísticas.

Cenografia e adereços: Urga Maira Cardoso.

Trilha sonora: Leslie Marko.

Operação de luz: Paula da Selva.

Operação de som: Luiza Akimoto.

Designer gráfico: Pethra Ubarana.

Vídeo: Rachel Vianna.

Mídias sociais: Kyra Piscitelli.

Assessoria de imprensa local: Fabiana Honorato.

Gênero: Drama - cômico.

Recomendação: 10 anos.

Entrada franca.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Mau presságio? Branqueamento de corais pode ser sinal da morte dos oceanos; entenda

Estruturas são a base do Oceano

Nacional

Não perca as contas: você sabe quantas vezes o cantor Fábio Jr. se casou?

A lista é bem extensa e pode confundir os fãs

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter