Em Guarujá, famílias recebem doações de colchões, armários e máquinas de lavar roupas

Foram doados 50 armários, seis máquinas de lavar roupas e 86 colchões; Prefeitura priorizou algumas famílias seguindo critérios para a doação dos materiais

Comentar
Compartilhar
16 JUL 2021Por Da Reportagem15h35
A Prefeitura priorizou algumas famílias seguindo critérios para a doação dos materiaisA Prefeitura priorizou algumas famílias seguindo critérios para a doação dos materiaisFoto: Hygor Abreu / Prefeitura Municipal de Guarujá

Uma ação social da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) atendeu famílias moradoras no empreendimento Habitacional Parque da Montanha, na Vila Edna, em Guarujá, com a doação de seis máquinas de lavar roupas, 50 armários e 86 colchões. A entrega dos donativos aconteceu na manhã desta quinta-feira (15).

A Prefeitura priorizou algumas famílias seguindo critérios para a doação dos materiais. As máquinas de lavar roupas foram destinadas a famílias que possuem pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida.

Já as doações de armários e colchões foram para famílias com renda per capta até R$ 300,00; mulher chefe de família e com renda per capita também de R$ 300,00; famílias com doenças crônicas ou graves e que tenham um ou mais filhos menores. Os utensílios foram enviados pelo Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, em articulação do Fundo Social de Guarujá por meio de sua presidente, Edna Suman.

PARQUE DA MONTANHA.
O Parque da Montanha, maior projeto habitacional em execução na Baixada Santista, contempla 1.992 habitações. A primeira fase do empreendimento totaliza 574 unidades, das quais 384 moradias já foram entregues, desde 30 de junho do ano passado. Até o final deste ano, deverão ser entregues mais 190 unidades, concluindo esta primeira fase do projeto.

Os apartamentos triplex têm forro leve em PVC e piso com placas esmaltadas. O entorno do empreendimento possui toda e estrutura de drenagem, esgoto, iluminação e pavimentação em todas as ruas principais do conjunto, totalizando 10 mil metros quadrados de asfalto.

O empreendimento é a terceira etapa do Projeto Favela Porto Cidade, no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 1), conforme o contrato de repasse nº 218.827-99, firmado em outubro de 2007, com o Ministério das Cidades, atual Ministério do Desenvolvimento Regional, sob a gestão da Caixa Econômica Federal.