X

Temporada

Diárias em imóveis de veraneio podem passar de R$ 2.000, diz pesquisa

Aluguel diário na praia em janeiro varia de R$ 300,00 a R$ 2.714,00

Vanessa Pimentel

Publicado em 28/12/2022 às 12:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Casas com 3 dormitórios na Baixada Santista estão com diárias 50,34% mais baratas do que em 2020 / Divulgação/Prefeitura de Guarujá

Uma pesquisa feita pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (CreciSP) com 21 imobiliárias de 12 cidades paulistas mostrou que as diárias para alugar um imóvel na praia durante o ano novo e para as férias de janeiro estão com valores mais altos do que os registrados em 2020, variando de R$ 300 a R$ 2.714,00 por dia.

De acordo com os dados, proprietários de imóveis com 1 dormitório em cidades como Guarujá e Santos estão cobrando diárias na média de R$ 300. Já em Ubatuba e em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, o taxa por dia para ficar em uma casa com quatro quartos chega a R$ 2.714,00.

A pesquisa aponta que os preços das diárias aumentaram em comparação com os de janeiro de 2020. Dos 18 exemplos de imóveis disponíveis este ano comparáveis com similares de 2020, 13 estão com preços maiores e cinco, menores.

A diária que ficou mais cara foi a de apartamentos de 1 dormitório nas cidades do Litoral Norte. O preço subiu 104,89% de 2020 para 2022, passando de R$ 245,00 para R$ 502,00. As taxas mais baixas foram registradas em casas de 3 dormitórios localizadas na Baixada Santista, com queda de 50,34% em diárias que em 2020 chegavam a R$ 1.470,00 e agora estão por R$ 730,00.

“A pesquisa apura médias de preços pedidos pelos proprietários dos imóveis, mas sempre é possível negociar os valores quando não se deixa para fazer a locação de última hora”, afirma José Augusto Viana Neto, presidente do CreciSP.

Ele destaca que “há diárias para todos os bolsos, em todas as cidades, e as imobiliárias e corretores podem ajudar na escolha do imóvel que melhor se ajuste às necessidades e aos orçamentos de quem deseja pôr o pé na areia”.

Mais buscados

O levantamento mostra que um dos tipos de imóveis mais procurados para locação de temporada são os que possuem dois dormitórios, com preços variando de acordo com a localização.

As casas desse padrão têm diárias de R$ 564,00 no Litoral Norte, de R$ 600,00 na Baixada Santista e de R$ 439,00 no Litoral Sul.

No caso dos apartamentos, em Ubatuba e Caraguatatuba, no Litoral Norte, a diária média é de R$ 658,00, preço que baixa para R$ 466,00 em Santos e Guarujá, e sobe para R$ 705,00 em Praia Grade e Peruíbe, no Litoral Sul.

Ainda foi possível verificar que quanto mais espaço no imóvel, maior o valor. Apartamentos de 3 dormitórios têm diária cotada em média por R$ 1.012,50 no Litoral Norte, R$ 616,00 na Baixada e R$ 714,00 no Litoral Sul. As diárias das casas com 3 quartos estão mais caras: R$ 1.538,00 no Norte, R$ 730,00 Baixada e R$ 970,00 no Sul.

Os apartamentos de 4 dormitórios estão com diárias cotadas em média por R$ 1.590,00 nas cidades do Litoral Norte, R$ 1.269,00 no Centro e R$ 1.360,00 no Sul. Os valores sobem para as casas: R$ 2.714,00 no Norte, R$ 1.550,00 no Centro e R$ 2.033,00 no Sul.

Os preços citados foram cotados nas cidades de Ubatuba, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião, Bertioga, Santos, São Vicente, Guarujá, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe.

Golpes

“Golpistas estão mais ousados, preparados e ainda mais abusados, em alguns casos, do que já estiveram em outros verões”, alerta Viana Neto, presidente do CreciSP.

Ele lembra de caso recente em que um agricultor de cidade do Interior do Estado depositou quase R$ 3 mil pelo aluguel de imóvel no Guarujá e recebeu mensagem do próprio golpista alertando-o para que não viajasse pois seria uma viagem perdida já que se tratava de um golpe.

“E o estelionatário ainda teve a cara de pau de dizer que enganar as pessoas era o trabalho dele, pedindo a Deus que abençoasse sua vítima”, comenta.

Os cuidados na hora de locar imóvel devem ser redobrados em temporadas como a de Verão, época em que surgem anúncios e ofertas de imóveis com preços tentadores.

“Esse é um risco que não correm os que procuram imobiliárias e corretores no site do CreciSP porque eles têm responsabilidade no trato com os clientes, seguem o código de ética da profissão e estão submetidos a fiscalização permanente”, esclarece Viana Neto.

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Geopolítica em choque! Presidente do Irã morre em acidente de helicóptero

Além do líder político, outras oito pessoas vieram a óbito por conta da queda

Mongaguá

Suspeito de participação no 'Tribunal do Crime' é preso em Mongaguá

Homem teria ligação com o Primeiro Comando da Capital

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter