Classificado para Tóquio, nadador guarujaense obtém segunda melhor marca da carreira

Atleta de Guarujá participou de seletivas para os Jogos Paralímpicos na semana passada, no Centro de Treinamento, em São Paulo

Comentar
Compartilhar
08 JUN 2021Por Da Reportagem10h25
O nadador de Guarujá, Gabriel Cristiano vai disputar os Jogos Paralímpicos de Tóquio, que ocorre de 24 de agosto a 5 de setembroO nadador de Guarujá, Gabriel Cristiano vai disputar os Jogos Paralímpicos de Tóquio, que ocorre de 24 de agosto a 5 de setembroFoto: DIVULGAÇÃO

O nadador de Guarujá, Gabriel Cristiano vai disputar os Jogos Paralímpicos de Tóquio, que ocorre de 24 de agosto a 5 de setembro. Na última semana, ele conseguiu a tão sonhada classificação ao disputar as seletivas nas categorias S8: 100 metros borboleta e 100 metros livres, no Centro de Treinamento em São Paulo.

"Mandei muito bem e como eu vibrei. Amo nadar. Dei socos na água, na raia, enfim. Atingi a segunda melhor marca da minha vida, com o tempo de 26,68, o que me coloca em 1º do ranking mundial na minha categoria", contou. Antes, a melhor marca dele era de 26,64.

Gabriel conta que, na seletiva, completou três provas. Além dos 100 metros borboleta e 100 metros livres, obteve bom desempenho nos 50 metros livres (S9). "Também estou muito feliz por esse resultado e provavelmente sou um dos atletas integrantes do revezamento 4x100 medley".

O atleta paralímpico explica ainda que, pelos 50 metros livres, mesmo a categoria não fazendo parte dos Jogos Paraolímpicos, ele está apto a disputar os mundiais. "Em 2022, ano de mundia,l chego muito preparado para essa prova também", declara.

De acordo com o secretário de Esporte e Lazer de Guarujá, José Roberto Galvão, "é muito orgulho para a Cidade ter um atleta como o Gabriel, um jovem que tem a superação como foco principal em sua vida. Tenho certeza de que ele fará bonito nos Jogos de Tóquio".

Em 2016, ele participou do revezamento da Tocha Olímpica que passou por Guarujá. O nadador, de origem do bairro da Prainha integra a equipe da Associação Paradesportiva da Baixada Santista (APBS).

SUPERAÇÃO.
Gabriel tinha apenas 9 anos, quando durante uma brincadeira de criança no bairro, sofreu um acidente que resultou na amputação de um dos braços e aos 11 anos entrou na natação.

BOLSA INCENTIVO.
Ele foi beneficiado durante três temporadas com recursos provenientes do Bolsa Atleta, alterado para Bolsa Incentivo e que, atualmente contempla cerca de atletas das mais variadas modalidades esportivas e Melhor Idade do Município.