X
Guarujá

Cessão gratuita que transfere área da União para a Prefeitura de Guarujá é assinada

Termo garantirá instalação de reservatório que armazenará água no bairro Santo Antônio, em casos de maré alta e chuvas fortes

Cessão gratuita que transfere área da União para a Prefeitura de Guarujá é assinada / Divulgação/ Prefeitura de Guarujá

O prefeito de Guarujá, e o superintendente da Secretaria do Patrimônio da União (SPU) em São Paulo, Denis Fabrisio de Oliveira Selymes, assinaram nesta segunda-feira (6), no Paço Municipal Moacir dos Santos Filho, o contrato de cessão de uso gratuito de terreno da União com 19.126,44 m², onde será intalado um dos três piscinões (reservatórios de água) que fazem parte das obras de macrodrenagem do Rio Santo Amaro.

A partir disso, a Prefeitura de Guarujá acionou a empresa responsável pela obra para que comece os serviços o quanto antes. O projeto de macrodrenagem do Rio Santo Amaro prevê três piscinões que, somados, comportarão volume de água semelhante a 47 piscinas olímpicas.

“Trata-se de uma obra histórica e com potencial para mudar a vida dos moradores do bairro Santo Antônio, que há anos sofrem com o problema crônico das inundações e dos alagamentos no local. Nem precisa chover, basta uma alta da maré que os problemas começam, já que o bairro se desenvolveu abaixo do nível do mar”, destaca o prefeito.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O chamado piscinão 3 será construído em área de 19.126,44 m² e receberá as águas do canal da Avenida das Acácias. Ele comportará um volume útil de 21.988 m³ de água. “A cessão tem como objetivo um projeto estrutural de saneamento da Cidade e vai abrigar trabalhos que contam com recurso do Governo Federal. É uma obra que vai transformar o Município”, observou o superintendente da SPU em São Paulo.

A conquista é resultado de diversas reuniões e incansáveis tratativas por parte da Prefeitura de Guarujá com o Governo Federal. O prefeito chegou a protocolar um documento, junto à SPU, solicitando urgência aos trâmites.

O projeto

O projeto completo prevê a construção de três reservatórios controlados por comportas, reconstrução de canais, obras de drenagem, pavimentação, calçadas, guias e sarjetas. O cronograma de obras prevê 30 meses de trabalho, com investimentos de R$ 77,5 milhões do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio do programa Avançar Cidades.

O conjunto de intervenções proposto para o local inclui ainda um sistema de proteção contra inundações, por meio da ampliação da capacidade dos canais e galerias existentes, associado a um sistema de proteção dos efeitos da maré.

De acordo com o projeto, os piscinões ficarão no final de cada canal, próximos ao Rio Santo Amaro, e entre eles haverá um dique de proteção. O primeiro, que será erguido na Rua Paulo Orlandi, será o menor, com volume útil de 7.078 m³, com três metros de altura. O segundo, situado atrás do Conjunto Habitacional Wilson Sório, terá capacidade de 22.897 m³, com níveis de água de até três metros, e receberá a vazão dos canais da Av. Francisco Arnaldo Gimenez e da Rua das Magnólias.

Mais de 13 mil pessoas beneficiadas

Segundo dados da Secretaria de Planejamento, as obras vão beneficiar 13.665 pessoas que vivem nessa região. O Santo Antônio é um dos bairros mais populosos de Guarujá. A área do bairro totaliza 1,24 km², sendo que 92% estão ocupados.

Por conta da dimensão da obra, será necessário suprimir, transplantar e replantar árvores do perímetro das intervenções. Esse trabalho já vem sendo realizado desde o começo de fevereiro pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam).

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Oportunidade

Inscrições para concurso da Guarda Municipal podem ser feitas até dia 3 em PG

Provas objetivas estão previstas para o dia 20 de fevereiro

Esportes

Santos pode trocar técnico finalista da Copinha

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software