Barreiras voltam a agir em Guarujá e Prefeitura barra 900 veículos no fim de semana

Para acessar o Município é necessário apresentar comprovantes de residência ou de exercício de atividades essenciais

Comentar
Compartilhar
04 AGO 2020Por Da Reportagem10h55
Os que se recusarem a retornar estarão sujeitos à apreensão dos veículosFoto: Divulgação / Prefeitura Municipal de Guarujá

Como forma de enfrentamento à covid-19, Guarujá mantém aos finais de semana, seis barreiras sanitárias nas entradas da Cidade e também nas travessias de balsas de Santos e Bertioga. No último final de semana, 902 veículos tiveram que retornar para a cidade de origem. Na sexta-feira (31), 260 carros retornaram; já no sábado (1), foram 317 visitantes; e no domingo (2), chegou a 325 veículos barrados.

As vias totalmente bloqueadas com estruturas de concreto (tipo New Jersey), sem acesso à Cidade são: Rua Waldomiro Macário (acesso aos prédios da Dow Química) e a Via Fassina (acesso ao Porto de Granéis e demais empresas).

Existem, ainda, barreiras sanitárias de fiscalização, que estão na Avenida Áurea Gonzales Conde (acesso a Vicente de Carvalho), Rua Idalino Pinez (Rua do Adubo – acesso exclusivo de caminhões e ao Porto), Avenida Vereador Lídio Martins Corrêa (acesso à Enseada e Morrinhos) e Rodovia Cônego Domênico Rangoni (na entrada principal da Cidade). Há, também, barreiras do tipo nas saídas das travessias de balsas de Santos e Bertioga.

Para acessar a Cidade, as exigências serão as mesmas, ou seja, apenas veículos cujos ocupantes apresentem comprovantes de residência no Município ou de exercício de atividades essenciais na Cidade. Já aqueles que tiverem reservas em hotel, precisam apresentar o voucher comprovando a hospedagem.

Os que se recusarem a retornar estarão sujeitos à apreensão dos veículos e, caso seja necessário, poderão ser encaminhados à Delegacia de Polícia nos termos da lei penal vigente no país.

Denúncias relativas ao descumprimento dos decretos municipais e normas estipuladas para o controle e combate à pandemia da Covid-19 podem ser feitas pelo  número 153. A ligação é gratuita e o serviço é 24 horas.