Ator é condenado a 95 anos de prisão por estuprar crianças e compartilhar as imagens

O ator Cyro Ramos Nogueira Filho tinha em sua residência, no Guarujá, mais de 30 mil arquivos envolvendo o estupro de crianças e adolescentes.

Comentar
Compartilhar
27 MAI 2018Por Da Reportagem16h58
O ator Cyro Ramos Nogueira Filho, de 54 anos.Foto: Arquivo Pessoal

Cyro Ramos Nogueira Filho, de 54 anos, preso na sua residência em Guarujá, no ano passado, foi condenado à 95 anos e dois meses de prisão por produzir e compartilhar conteúdos envolvendo pornografia infantil. À época, a Polícia Federal apreendeu em seu apartamento mais de 30 mil arquivos ilícitos de sexo com menores.

Em muitos vídeos era ele mesmo (Nogueira Filho) que aparecia cometendo os abusos. Ele compartilhava as imagens com um site russo de pedofilia.

Um menino de apenas 3 anos foi identificado como uma das vítimas do ator. Ele ficado sob os cuidados de Nogueira na ausência dos pais, que nunca desconfiaram dos abusos. 

A criança aparece em um dos vídeos vestindo roupas femininas e sendo estuprada pelo ator. Ele ainda intitulou a filmagem como "A nova vida de um menino mariquinha".

E-mais trocados entre ele e estrangeiros também foram investigados pela polícia, que constatou que o ator ainda dava instruções de como abusar e estuprar as crianças. Ele usava nomes falsos e endereços web diversos.

O perfil de Nogueira Filho também apresentava sinais de sadomasoquismo, já que ele aparecia em muitas fotos e vídeos usando roupas femininas, itens de couro e até mesmo fraldas geriátricas.

O ator nega as acusações e diz que o material apreendido pertencia à um inquilino. 

A condenação foi dada pelo juiz federal Roberto Lemos dos Santos Filho, da 5ª Vara Federal de Santos.

Colunas

Contraponto