Bolsonaro diz ter sofrido perda de memória parcial após escorregar no banheiro

Ele foi levado na noite desta segunda (23) para o Hospital das Forças Armadas, em Brasília, onde foi submetido a exames bioquímicos e a uma tomografia e recebeu alta pela manhã.

Comentar
Compartilhar
25 DEZ 2019Por Folhapress06h17
Foto: Isac Nobrega/PR/AB

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta terça-feira (24) que sofreu uma perda de memória parcial ao escorregar e cair na noite anterior em um dos banheiros do Palácio da Alvorada.

Ele foi levado na noite desta segunda (23) para o Hospital das Forças Armadas, em Brasília, onde foi submetido a exames bioquímicos e a uma tomografia e recebeu alta pela manhã.

"Eu perdi a memória parcial. Hoje de manhã comecei a recuperar muita coisa e agora também. Eu não sabia, por exemplo, o que tinha feito no dia de ontem. Eu caí de costas, escorreguei para a frente e caí de costas", disse em entrevista ao programa Brasil Urgente (Band), apresentado por José Luiz Datena, cotado para ser seu candidato à Prefeitura de São Paulo.

"Foi uma pancada bastante forte, mas vou tomar cuidado da próxima vez", acrescentou.

"É aquela história... Vai ficando velho e volta a ser criança. Eu dei uma escorregada, realmente, e foi meio feio o negócio. Perdi a memória, mas graças a Deus, tudo em paz."

Bolsonaro disse que está praticamente recuperado do ataque a faca que sofreu durante a campanha de 2018, mas ainda tem algumas sequelas. "A gente se adapta a essa nova realidade. A facada, juntamente com a idade, é uma combinação bastante perigosa para nós", disse.

O presidente saiu do hospital por volta das 7h30 e voltou ao Alvorada. Durante a manhã, foi visto caminhando e conversando com funcionários nas dependências da residência oficial. Ele não precisava de auxílio para andar.

De acordo com boletim de segunda-feira, divulgado por volta das 23h, Bolsonaro foi atendido pela equipe médica da Presidência e, depois, levado ao hospital para exames.

"Foi submetido ao exame de tomografia computadorizada do crânio, que não detectou alterações."
De acordo com a assessoria da Presidência da República, Bolsonaro teve uma noite tranquila e "sem intercorrências". Bolsonaro ficou em observação no hospital por volta de dez horas.

Segundo relatos não oficiais, a queda teria se dado em um dos banheiros do palácio.

A saúde do presidente inspira cuidados desde que ele foi vítima do ataque. Desde então, Bolsonaro já passou por quatro cirurgias.

Após passar por exames no último dia 11, o presidente disse que poderia ter câncer de pele. No dia seguinte, acusou a imprensa de fazer fake news com o caso. Em entrevista no último sábado (21), Bolsonaro afirmou que o resultado da biópsia afastou a possibilidade de ele ter a doença.