Willian e Gabriel esquecem passado no rival por triunfo no Derby

O Derby desta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no estádio de Itaquera, marcará o reencontro de antigos xodós das torcidas de Corinthians e Palmeiras

Comentar
Compartilhar
21 FEV 2017Por Gazeta Press18h00
Gabriel e Willian foram campeões pelos times que enfrentarão nesta quarta-feiraGabriel e Willian foram campeões pelos times que enfrentarão nesta quarta-feiraFoto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians e Sergio Barzaghi/Gazeta Press

O Derby desta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no estádio de Itaquera, marcará o reencontro de antigos xodós das torcidas de Corinthians e Palmeiras com os times nos quais foram campeões. Em busca de reconhecimento em suas novas equipes, porém, tanto o agora alvinegro Gabriel quanto o novo alviverde Willian deixam de lado o passado de carinho com as torcidas dos rivais para buscar sucesso no clássico.

O caso mais emblemático é o do meio-campista, que saiu diretamente do clube do Palestra Itália para o arquirrival da Zona Leste, pouco mais de um mês depois de se sagrar campeão brasileiro no Verdão. Antes, também havia levantado a taça da Copa do Brasil.

Sem espaço após a compra de Felipe Melo e a necessidade de um investimento de 4 milhões de euros (R$ 15 milhões) para um jogador que não necessariamente seria titular, ele viu no Timão a chance de reassumir o protagonismo obtido no primeiro semestre de 2015, deixando para trás uma ótima relação com a torcida, fortalecida pelas mensagens de apoio com as graves lesões no joelho e na coxa.

“Olha, eu não quero estabelecer nenhuma comparação com o Felipe Melo nem com o Palmeiras, não. Estou no Corinthians, sou o Gabriel e tenho as minhas qualidades. Vou trabalhar forte para chegar bem no jogo e fazer um grande clássico diante da nossa torcida”, afirmou o jogador, que já deu algumas alfinetadas no ex-clube, assegurando que comemoraria seu gol se anotasse diante do ex-clube.

O que mais mostra sua vontade de triunfar, porém, são as insistentes citações sobre a prioridade estabelecida pelo Timão em sua contratação. Sempre elogioso à forma com que foi procurado, afirmando que o interesse do Corinthians elevou sua auto-estima e lhe deu mais confiança em seu futebol, ele demonstra encantamento com a estrutura pertencente ao time profissional no CT Joaquim Grava.

“Lógico que tem coisas diferentes (entre Corinthians e Palmeira), o CT é diferente, o estádio é diferente, tudo é diferente. Eu prefiro o Corinthians, claro. Está acima, sim. Pois já vem com essa estrutura há um tempo, tem que ser respeitado”, comentou o jogador há uma semana, em polêmica que rendeu assunto justamente com Willian, campeão brasileiro pelo Timão em 2011 como titular.

“Nunca entrei nesses detalhes, também nem gosto. Claro que existem atletas que… Não conheço o Gabriel pessoalmente, não estou falando dele, mas alguns jogadores gostam de provocar. Sou privilegiado de estar em um clube como o Palmeiras, que tem toda essa estrutura”, comentou o “falso 9” palmeirense, que reconheceu também a boa condição da antiga equipe.

“O que o Palmeiras oferece a nós, atletas, é algo absurdo. Se ele (Gabriel) está se referindo ao Corinthians, realmente tem boa estrutura. Mas o Palmeiras tem estrutura fora do normal, é algo que me deixou impactado quando cheguei. Tenho aproveitado bastante essa estrutura”, assegurou.

Sem tantos problemas a respeito do passado corintiano, já que deixou o clube ainda em 2012 e jogou pelo Cruzeiro antes de acertar com o Palmeiras, Willian é bem claro ao dizer que  não se preocupa com qualquer ressentimento que o palmeirense possa ter a seu respeito.

“Ter jogado no Corinthians não me preocupou em nenhum momento, outros jogadores já jogaram em rivais. A gente conquista o torcedor com bom futebol, honrando a camisa. Sei da cobrança, da grandeza do Palmeiras, vim aqui para fazer história. Tive essa felicidade de ter feito isso nos outros clubes em que passei”, concluiu o avante.