Walter fecha o gol e Corinthians vence na estreia de Mancini

Mesmo com um homem a menos, Timão voltou a vencer e deixou a zona de rebaixamento

Comentar
Compartilhar
14 OUT 2020Por Da Reportagem23h52
O técnico Mancini estreou com uma importante vitória no comando do CorinthiansFoto: RODRIGO COCA/AG. CORINTHIANS

Na estreia  do técnico Vagner Mancini, o Corinthians conseguiu nesta quarta-feira (14) uma importante vitória na briga contra o rebaixamento. Com um gol de Everaldo aos 49 minutos do segundo tempo, o Timão derrotou o Athletico-PR por 1 a 0, na Arena da Baixada, e começa a se afastar da parte inferior da tabela no Campeonato Brasileiro. O goleiro Walter, substituto de Cássico, foi o grande destaque do jogo.

Estreante e sem tempo para fazer um treinamento mais profundo, Vagner Mancini optou por não mexer muito no time. Mas deu a Mateus Vital a função de articular jogadas e, com três volantes, deu liberdade a Éderson e Ramiro para avançarem quando time tinha a bola. O Athletico, por sua vez procurava explorar as beiradas do campo.

Os 15 minutos iniciais da partida foram bons, corridos, com os paranaenses criando a uma boa chance e os paulistas, duas, uma delas justamente com Ramiro. Mas Jô continuava isolado e Léo Natel pouco produzia.

Depois, o jogo caiu. E muito. As duas equipes passaram a errar muitos passes e a cometer faltas seguidas. A consequência, óbvia, é que nenhuma jogada de qualidade era construída. E as finalizações não eram perigosas, com exceção de um chute de Christian da entrada da área, de frente para o gol, que fez Walter - substituiu Cássio, que estava suspenso por ter sido expulso depois do fim do jogo contra o Ceará - a trabalhar com uma grande defesa.

 

 

O Athletico voltou mais "ligado" no segundo tempo, jogando com mais rapidez, e começou a concluir contra o gol de Walter. Em dez minutos, foram quatro chances criadas. O Corinthians estava encolhido e parecia não saber como se livrar da pressão.

E, se não fosse Walter, o Corinthians teria ficado atrás no placar aos 15 minutos, quando Renato Kayzer penetrou livre, cara a cara com o corintiano. O goleiro, com grande agilidade, conseguiu desviar o chute para escanteio.

 

O Corinthians não jogava. Jô, desaparecido porque a bola não chegava até ele, sentiu a panturrilha e foi substituído por Boselli. Mancini aproveitou o colocou Everaldo no lugar de Léo Natel, procurando segurar um pouco a bola, além de dar velocidade. Pouco depois, o treinador trocou Ramiro por Cazares, numa tentativa de deixar o time mais agressivo. E com Camacho no lugar de Éderson, procurou melhorar o passe.

O time conseguiu se "desafogar". Quebrou a pressão dos paranaenses e até mandou uma bola na trave, numa cabeçada de Fagner, que penetrou como se fosse um centroavante após cruzamento da esquerda.

Aí, Bruno Mendez deu um safanão em Renato Kayzer depois de um entrevero entre eles na área, quando a bola não estava em jogo. O VAR aconselhou a revisão do lance, o juiz foi até o vídeo e decidiu dar vermelho ao corintiano e amarelo para o jogador do rubro-negro.

Isso estragou os planos de Mancini. O Corinthians teve de se resguardar. Mas tentava dar uma estocada ou outra. E, numa delas, Xavier lançou Everaldo, que tocou na saída do goleiro Jandrey e colocou fim à série de cinco jogos sem vitória. (com Estadão Conteúdo)

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR 0 x 1 CORINTHIANS

ATHLETICO-PR - Jandrey; Erick, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Adner Vinícius (João Vitor); Wellington (Walter), Christian e Léo Cittadini; Geovânio (Carlos Eduardo), Renato Kayzer e Fabinho (Pedrinho). Técnico: Eduardo Barros.

CORINTHIANS - Walter; Fagner, Gil, Bruno Méndez e Lucas Piton; Xavier, Ramiro (Cazares) e Éderson (Camacho); Mateus Vital(Marllon), Léo Natel (Everaldo) e Jô (Boselli). Técnico: Vágner Mancini.

GOL - Everaldo, aos 49 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS - Erick, Ramiro, Mateus Vital, Renato Kayzer, Abner Vinícius.
CARTÃO VERMELHO - Bruno Mendez.
ÁRBITRO - Sávio Pereira Sampaio.
RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.
LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).