Vladimir desabafa contra desconfiança após virar herói nos pênaltis

Apesar de toda a desconfiança, o goleiro, titular apenas porque Vanderlei fraturou ossos da face no final de março, garantiu que nunca duvidou do seu potencial

Comentar
Compartilhar
03 MAI 201519h55

O goleiro Vladimir foi um dos jogadores do Santos que mais festejaram a conquista do título paulista no gramado da Vila Belmiro. Titular apenas porque Vanderlei fraturou ossos da face no final de março, o prata da casa defendeu a cobrança do atacante Rafael Marques na disputa por pênaltis e começou a convencer parte da torcida.

“Eu era desacreditado por alguns torcedores, pela imprensa, mas sabia que havia qualidade no Santos. A gente trabalhou muito. A desconfiança não era só em mim, mas em todo o elenco. Só que mostramos a nossa qualidade”, desabafou.

Vladimir alternou bons e maus momentos depois que virou titular. Na final, por exemplo, ele aceitou um chute fraco do lateral direito Lucas, o que diminuiu a vantagem do Santos para 2 a 1 e levou a decisão para os pênaltis.

Vladimir ergueu a taça de campeão paulista pela quarta vez, agora sendo mais participativo (Foto: Mauricio de Souza/DL)

“Graças a Deus, os meus companheiros me ajudaram a me tornar tetracampeão paulista pelo Santos”, sorriu o goleiro, que integrava os elencos campeões em 2010, 2011 e 2012 e agradeceu aos céus por ter sido mais importante desta vez. “Só tem uma explicação: Deus.”

Apesar de toda a desconfiança, Vladimir garantiu que nunca duvidou do seu potencial. “Trabalhei muito. Sonhei bastante com esse momento. Virei titular de uma maneira que ninguém esperava, infelizmente por causa de uma lesão grave do Vanderlei, mas ele já está recuperado”, lembrou.

Nos pênaltis, o Palmeiras não desperdiçou somente a cobrança de Rafael Marques, defendida por Vladimir. O zagueiro Jackson chutou a bola no travessão.