Victor Ferraz valoriza Paulistão, mas quer título maior no Santos

O lateral-direito levantou dois canecos do Estadual, mas mostrou incômodo com a falta de títulos importantes. A última grande conquista foi em 2011

Comentar
Compartilhar
26 JAN 2017Por Diário do Litoral16h40
No time da Vila Belmiro desde 2014, o lateral-direito Victor Ferraz disputou três finais de PaulistãoFoto: Ivan Storti/Santos FC

Nas últimas onze edições do Campeonato Paulista, o Santos impôs uma supremacia em relação aos outros grandes clubes do estado. Foram 10 finais e sete títulos conquistados na competição. O ótimo retrospecto, porém, incomoda parte do torcedor e alguns integrantes do atual elenco alvinegro, que também desejam comemorar títulos de grande expressão neste ano.

No time da Vila Belmiro desde 2014, o lateral-direito Victor Ferraz disputou três finais de Paulistão. Em 2014, ficou com o vice-campeonato, mas nos dois anos seguintes (2015 e 2016) ajudou o Peixe a chegar ao título. Neste ano, ele quer chegar ao tricampeonato inédito na carreira, mas também vê a atual equipe preparada para, enfim, alçar voos maiores.

“Vejo nosso time mais encorpado. Essa geração precisa ganhar um título maior. Queremos ganhar o Paulista, mas também sabemos da responsabilidade para o restante da temporada. Não é pressão a mais, pressão é grande sempre. Vamos fazer de tudo para ganhar o Paulista e mais alguma coisa”, afirmou o camisa 4, em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

Os jogadores não escondem que o maior objetivo do ano é a Copa Libertadores da América. O clube não disputa a competição sul-americana desde 2012, quando foi eliminado pelo rival Corinthians na fase semifinal. Por conta do vice-campeonato do Brasileirão, em 2016, o Peixe garantiu vaga na fase de grupos na edição 2017, que tem início ao clube no dia 09 de março.

“A gente está acostumado a jogar nessa posição, de ter vários campeonatos. A  Libertadores vai ser prioridade, mas vou falar por mim: tenho histórico de jogar sempre e essa é a minha intenção. Quero jogar sempre, a não ser quando for ordem fisiológica ou Dorival optar por poupar e preferir outra pessoa. Quanto mais ritmo, melhor”, completou o atleta.

A última vez que o torcedor do Santos comemorou um título de grande expressão foi em 2011. Na época, a equipe formada por Neymar, Ganso & CIA. faturou o tricampeonato da Libertadores da América.