Vettel chega em sexto e se torna o tricampeão mais jovem da F1

O piloto alemão de apenas 25 anos fez o suficiente para assegurar o título na 20ª e última etapa da temporada

Comentar
Compartilhar
25 NOV 201216h42

Sebastian Vettel é o mais novo tricampeão da Fórmula 1. O piloto alemão de apenas 25 anos fez o suficiente para assegurar o título na última etapa da temporada, ao conseguir o sexto lugar no Grande Prêmio do Brasil, no circuito de Interlagos, em São Paulo. Vettel levou a melhor na disputa com o espanhol Fernando Alonso, que ficou com a segunda colocação na prova vencida na tarde deste domingo (25) pelo inglês Jenson Button, da McLaren.

Para chegar ao título neste domingo e se tornar o mais jovem tricampeão da história da Fórmula 1, Vettel conseguiu uma incrível arrancada na reta final da temporada. Até a 13ª das 20 etapas do calendário, ele tinha conseguido ganhar apenas uma prova, no Bahrein. Aí, somou quatro vitórias seguidas (Cingapura, Japão, Coreia do Sul e Índia) e ultrapassou Alonso na liderança do campeonato, mantendo a primeira colocação para confirmar a conquista agora no Brasil.

Vettel entrou na última etapa com 13 pontos de vantagem sobre Alonso. Assim, bastava conseguir um quarto lugar na etapa do Brasil para ser campeão, independentemente do resultado do rival. Mas o alemão levou um susto logo na largada, quando bateu em Bruno Senna e caiu para a última colocação. Por sorte, o carro da Red Bull não sofreu grande avaria e ele pôde fazer uma corrida de recuperação, terminando o campeonato apenas três pontos na frente (281 a 278).

Os brasileiros tiveram uma performance distinta em Interlagos. Bruno Senna bateu logo na largada e, com o estrago no carro da Williams, foi obrigado a abandonar a prova, completando o terceiro GP do Brasil de sua carreira sem pontuar. Felipe Massa, por sua vez, esteve sempre na briga pelas primeiras posições, também com a missão de ajudar o companheiro Alonso na luta pelo título. No fim, ele conseguiu levar a sua Ferrari ao pódio, na terceira colocação.

O dia também foi especial para dois pilotos. O alemão Michael Schumacher, mais campeão da história da Fórmula 1 (sete títulos), se aposentou definitivamente aos 43 anos, após um retorno frustrado em que não ganhou nenhuma corrida em três anos - no adeus, a sétima posição com a Mercedes. E o inglês Lewis Hamilton teve uma triste despedida da McLaren, equipe na qual começou ainda garoto e pela qual foi campeão em 2008: foi obrigado a abandonar após bater quando liderava.

Vettel vibra com o tricampeonato (Foto: José Patrício/Estadão Conteúdo)

Colunas

Contraponto