Verdão explora final para cobrar ‘preço de Champions League’ no Paulistão

O palmeirense que quiser acompanhar in loco a primeira final do Campeonato Paulista não conseguirá realizar o desejo por menos de R$ 120

Comentar
Compartilhar
21 ABR 201512h03

O palmeirense que quiser acompanhar in loco a primeira final do Campeonato Paulista não conseguirá realizar o desejo por menos de R$ 120. É este o valor do ingresso mais barato para o clássico deste domingo, contra o Santos. Se para alguns o estadual vale pouco, ao menos no bolso dos alviverdes o torneio tem a mesma importância de um mata-mata da Liga dos Campeões da Europa.

Nesta terça-feira serão realizadas duas partidas das quartas de final da competição europeia: Barcelona e PSG jogam no Camp Nou, enquanto Bayern de Munique e Porto medem forças na Allianz Arena. O ingresso mais barato é praticado pelo time alemão, que comercializa suas entradas a partir dos 35 euros (cerca de R$ 115). Para o duelo na Catalunha o valor sobe para R$ 180.

Na quarta é a vez de Monaco e Juventus disputarem vaga nas semifinais, e a torcida mandante desembolsa no mínimo R$ 160 para marcar presença. Já o preço do clássico entre Real e Atlético de Madri disparou, e um assento no Santiago Bernabéu não sai por menos de R$ 225.

As cifras podem parecer exageradas, mas estão próximas às cobradas para estar no Allianz Parque neste domingo. Com ajuste de cerca de 33% em relação ao último jogo disputado em casa, o Verdão cobra de R$ 120 a R$ 300 por um lugar na decisão. A venda tem início nesta terça-feira para os mais assíduos do programa de sócios-torcedores.

Palestrinos lotaram estádio contra Botafogo-SP, no último dia 12, quando preços estavam entre R$ 80 e R$ 200 (Foto: Agência Palmeiras)

R$ 120 bancaria outros passeios

A expectativa do clube é de casa cheia, ainda que as entradas sejam salgadas. Pelos mesmos valores o palmeirense poderia curtir várias atrações culturais na capital paulista e ainda guardar o troco. Um exemplo musical é o show de Roberto Carlos, realizado recentemente no próprio Palestra Itália, que custava a partir de R$ 100. Para os mais clássicos, um concerto da Orquestra Sinfônica do Estado de são Paulo sairia pela metade do preço.