Valdivia recebe multa enquanto não justificar falta ao Palmeiras

Enquanto não ouvir nenhuma justificativa do meia, o clube opta por multá-lo em valor que pode chegar a até 40% de seu salário.

Comentar
Compartilhar
04 JAN 201318h57

Valdivia ainda não apareceu no Palmeiras e os dirigentes correm em busca de seu paradeiro. O jogador, até agora, só se comunicou através de um SMS enviado ao gerente de futebol César Sampaio, mas sem justificar suas faltas. Enquanto não ouvir nenhuma justificativa do meia, o clube opta por multá-lo em valor que pode chegar a até 40% de seu salário.

“A reapresentação dele deveria ter acontecido ontem (quinta-feira), às 15 horas. Já existe a falta aos treinamentos e não comparecer sem justificativa tem punição. Os atos de indisciplina e até os comportamentos contrários às normas do clube são punidos”, informou Sampaio, única a falar do caso, mesmo trabalhando sem contrato, já que seu vínculo com o Verdão acabou na segunda-feira.

Desde a tarde dessa quinta-feira, Sampaio está na caça do camisa 10. O dirigente tentou ligações a todos os contatos telefônicos que tem do meio-campista e buscou se comunicar através da internet e de aplicativos de celular. Até agora, porém, conseguiu somente uma evasiva mensagem mandada na manhã desta sexta-feira.

“Tentei o contato e recebi uma mensagem hoje (sexta-feira) dele, mas sem nenhum argumento. Ele não respondeu nenhuma das minhas perguntas”, falou Sampaio, evitando dar detalhes sobre o SMS. “O que quero é falar com ele. Mais do que uma mensagem, quero ouvir a voz do atleta para poder passar algo concreto. Vamos entender a razão do não comparecimento até para tomar providências”, comentou.

Valdivia, até agora, só se comunicou através de um SMS enviado ao gerente de futebol César Sampaio (Foto: Ale Cabral/Futura Press/AE)

O jornal chileno La Tercerapublicou que o atleta deveria ter se apresentado nesta sexta-feira, embora o Palmeiras negue ter dado qualquer liberação. A esperança é de que ele apareça neste sábado. “Tive contato com o prestador de serviço que trabalha junto com o pai dele na gestão da carreira e ele me disse que, a princípio, o retorno será no dia 5 (sábado)”, contou Sampaio.

O gerente tem cuidado ao tratar do caso por medo de cometer injustiças. Valdivia já faltou a treinos no Palmeiras, mas foi poupado de qualquer multa por seu motivo: em junho, o jogador foi vítima de um sequestro relâmpago no qual sua esposa chegou a ser molestada e a acompanhou voltando para o Chile por alguns dias. Na época, o clube até disponibilizou um psicólogo para acompanhar o meia.

O caso agora, porém, é diferente. Por enquanto, Valdivia está enquadrado na multa na qual o jogador paga por cada turno de treino em que faltou. Mas a punição pode aumentar quando ele, enfim, se explicar. “Não temos justificativa para o atraso e, por isso, posso dizer que hoje ele está sendo punido. Até dar justificativas”, disse Sampaio.