Tornozelo inchado pode tirar Valdivia da semifinal neste domingo

O médico do Palmeiras, Vinícius Martins, demonstrou otimismo em relação a recuperação do jogador e acredita que ele consiga estar apto para jogar

Comentar
Compartilhar
28 MAR 201422h44

Na vitória sobre o Bragantino, na noite de quinta-feira, Valdivia deixou o gramado do Estádio do Pacaembu como um dos melhores em campo. Ele correu, marcou, provocou os adversários e deu dribles desconcertantes. Fez faltas, mas também sofreu muitas. Para alguns torcedores palmeirenses mais saudosistas, lembrou aquele jogador que brilhou na conquista do título paulista de 2008. Mas tanta audácia pode custar caro. O meia chileno ainda está com o tornozelo direito inchado e corre risco de não enfrentar o Ituano, neste domingo, pela semifinal do campeonato.

No jogo de quinta-feira, válido pelas quartas de final do Paulistão, foram pelo menos três faltas duras em cima do meia do Palmeiras. A que mais causou estrago foi no primeiro tempo, quando ele levou uma pancada e chegou a mancar por alguns minutos, com dores no tornozelo.

Depois da partida, Valdivia deixou o estádio com gelo no local e o tornozelo bastante inchado. O seu assessor de imprensa pessoal chegou a divulgar uma foto onde era possível ver uma bola no pé do chileno. Nesta sexta-feira, tinha diminuído o inchaço, mas ele ainda estava com dores e nem conseguiu fazer o trabalho regenerativo, comum no dia seguinte aos jogos.

Valdivia é dúvida para o jogo deste domingo (Foto: Piervi Fonseca/Estadão COnteúdo)

O médico do Palmeiras, Vinícius Martins, demonstrou otimismo em relação a recuperação do jogador e acredita que ele consiga estar apto para jogar neste domingo. Caso fique fora, será a primeira lesão do chileno na temporada. Ele atuou em 11 das 17 partidas do clube, sendo as últimas nove o tempo todo. Os seis jogos de ausência foi quando defendia a seleção chilena ou estava poupado pelo técnico Gilson Kleina.

A definição se o chileno vai ou não para o jogo acontece após o treino deste sábado à tarde, na Academia de Futebol. Existe a possibilidade de Gilson Kleina deixá-lo no banco de reservas e colocá-lo em campo apenas se houver a necessidade.

Além da questão física, a disciplinar também preocupa o chileno. Ele é um dos sete jogadores do Palmeiras "pendurados" com dois cartões amarelos. Os outros são Wendel, Marcelo Oliveira, Bruno César, Eguren, Mendieta e Wellington - os três primeiros são titulares.

Gilson Kleina já avisou que vai conversar com esses jogadores para tentar controlar os ânimos, em especial, dos titulares. E caso Valdivia realmente não jogue, o treinador pode colocar mais um atacante (pode ser Patrick Vieira), como pensou em fazer contra o Bragantino, ou apostar no meia paraguaio Mendieta.