Torcedor linchado pode ter morte cerebral; Presidente da Jovem lamenta

A Secretaria Estadual de Saúde ainda aguarda o resultado dos exames para confirmar a informação da morte cerebral

Comentar
Compartilhar
28 ABR 201516h27

O palmeirense Cláudio Fernando Mendes Cardoso de Morais, conhecido como Dudu da Mancha, está internado em estado crítico, após ser espancado no último domingo, próximo à estação Jardim Romano, da CPTM, por um grupo de santistas da Torcida Jovem. A família da vítima já foi informada da morte cerebral do rapaz. Por meio de seu Facebook, o presidente da torcida organizada do Santos lamentou o ocorrido.

A Secretaria Estadual de Saúde ainda aguarda o resultado dos exames para confirmar a informação da morte cerebral, que foi noticiada pela TV Bandeirantes. A namorada de Dudu da Mancha relatou à RedeTV! que o companheiro foi atacado por 15 homens uniformizados com as cores da principal torcida santista, a Jovem. Os torcedores estavam armados com barras de ferro.

O incidente aconteceu logo após a vitória do Palmeiras no clássico disputado no Allianz Parque, pela final do Campeonato Paulista. Nesta terça-feira, o presidente da Torcida Jovem, Denis de Almeida, usou seu Facebook para lamentar o ocorrido, mas não confirmou a participação da entidade no ataque.

“Quantas vezes estive errado por combater todas essas coisas. Agora me deparo com essa notícia terrível, a decepção e a tristeza são gigantescas”, escreveu.

O Palmeirense foi atendido no hospital Santa Marcelina, na Zona Leste de São Paulo. No momento da briga, estava acompanhado da namorada e de um amigo, os três fazem parte da Mancha Alvi Verde.