Torcedor entra com ação para recolocar Grêmio na Copa do Brasil

Sócio do clube gaúcho, Daniel Gomes Pereira argumenta que o Tricolor foi prejudicado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva no julgamento da última quarta-feira

Comentar
Compartilhar
10 SET 201418h00

O advogado Daniel Gomes Pereira, 30 anos, entrou nesta quarta-feira com uma ação na Justiça Comum pedindo o retorno do Grêmio à Copa do Brasil. Sócio do clube gaúcho, Pereira argumenta que o Tricolor foi prejudicado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva no julgamento da última quarta-feira, no qual os auditores votaram unanimemente pela exclusão da equipe da competição.

Para tentar recolocar o Grêmio na Copa do Brasil, o pedido de Pereira também inclui o cancelamento dos confrontos entre Santos e Botafogo, marcados para os dias 1º e 16 de outubro. No âmbito da justiça desportiva, o Tricolor recorreu da decisão em primeira instância, e será julgado no Pleno do STJD no próximo dia 19. Ao contrário de Icasa e Portuguesa, que tentaram disputar a Série A de 2014 entrando com ações na Justiça Comum, o Grêmio não ultrapassará o âmbito desportivo, não correndo o risco de ser punido por conta da ação movida por seu torcedor.

A exclusão do Grêmio da Copa do Brasil ocorreu devido a ofensas racistas de alguns de seus torcedores contra o goleiro do Santos, Aranha, na partida do último dia 28 de agosto, disputada em Porto Alegre. Os torcedores identificados estão respondendo criminalmente pelo fato, foram expulsos do quadro social do clube gaúcho e estão proibidos de frequentar estádios de futebol por 720 dias. O Peixe venceu o confronto na Arena do Grêmio por 2 a 0.

Na ocasião, o goleiro Aranha sofreu ofensas racistas na Arena do Grêmio (Foto: Di Marco/Agência O Dia)