Banner gripe

Ganso e Jadson garantem que estão prontos para formar parceria

Com a saída certa de Lucas, os jogadores afirmam que estão prontos para formar parceria na armação do São Paulo

Comentar
Compartilhar
16 NOV 201210h20

Se tudo correr como espera o São Paulo, Ganso e Jadson serão os armadores em 2013. A transferência de Lucas para o Paris Saint-Germain vai abrir espaço no time de Ney Franco, mas serão necessárias adaptações para que a dupla possa atuar lado a lado. Ganso gosta de organizar o jogo na faixa central do campo, justamente aquela em que atua Jadson, e sempre mostrou relutância em fugir desse posicionamento. Tanto para se aproximar frequentemente da área, como Muricy Ramalho pedia no Santos, quanto, pela falta de velocidade, para desenvolver seu jogo –  e marcar – pelos lados.

"Eu atuo bem centralizado, procurando servir os atacantes", disse Ganso, que, longe das melhores condições físicas, não tem pressa para assumir um posto na equipe titular. "Depois que o Lucas sair, (Ney Franco) vai conseguir um esquema que leve o São Paulo a jogar muito bem."

O camisa 8 posou para fotos simbólicas de boas-vindas ao lado do atual meia titular de Ney Franco, a quem dedicou elogios. "O Jadson é um cara que é líder em assistências, é um baita jogador. Vamos fazer de tudo para atuar juntos", comentou. Os dois jogadores chegaram a dividir o campo pela Seleção Brasileira, na Copa América do ano passado, motivo de otimismo para Jadson. "Tem tudo para dar certo mais uma vez. Não vejo problema nenhum em jogar com ele aqui no São Paulo também."

Mais móvel, o camisa 10 provavelmente será aquele de quem será exigida uma adaptação maior. Se for mantido o esquema 4-2-3-1, no qual Ney Franco acertou o Tricolor, ele deverá atuar em um dos lados do campo, possivelmente no espaço aberto na direita, com a saída de Lucas.

Ontem, Ganso animou a comissão técnica ao participar bem de um jogo-treino contra o Guarani (Foto: VIPCOMM)

Colunas

Contraponto