Timão jogará Libertadores de portões fechados durante processo

Além disso, o Timão não poderá levar torcedores para as partidas fora de casa

Comentar
Compartilhar
22 FEV 201300h26

O Corinthians recebeu uma dura notícia na noite desta quinta-feira. Devido ao incidente envolvendo a torcida alvinegra que matou o garoto Kevin durante o empate com o San Jose pela Copa Libertadores, a Conmebol decidiu que o clube paulista irá disputar os jogos da competição com portões fechados. Além disso, o Timão não poderá levar torcedores para as partidas fora de casa. A punição irá durar enquanto o processo durar ou em um prazo de 60 dias.

Além disso, o ministério público boliviano, após as informações passadas pela perícia, chegou a conclusão de que foi um homicídio, descartando a teoria da defesa de um acidente. Dessa forma, os 12 corintianos que estão presos foram indiciados: dois como culpados e dez como cúmplices.

Os detidos são Cleuter Barreto Barros, de 24 anos, Clever Souza Clous, de 21 anos, Daniel Silva de Oliveira, de 27 anos, Fábio Neves Domingos, de 32 anos, José Carlos da Silva Junior, de 20 anos, Leandro Silva de Oliveira, de 21 anos, Rafael Machado Castilho Araújo, de 18 anos, Reinaldo Coelho, de 35 anos, Tadeu Macedo Andrade, de 30 anos, e Tiago Aurélio dos Santos Ferreira, de 27 anos.

O Corinthians informou que só irá se posicionar oficialmente nesta sexta-feira. O departamento jurídico do clube, no entanto, já prepara uma estratégia de defesa.

A punição irá durar enquanto o processo durar ou em um prazo de 60 dias (Foto: Marcelo Machado de Melo/Foto Arena)