Técnico Dorival Jr, ex Santos, é diagnosticado com câncer

Por causa da doença, descoberta no primeiro semestre deste ano, o treinador afirma ter negado convites para assumir clubes brasileiros.

Comentar
Compartilhar
28 SET 2019Por Folhapress15h18
O técnico Dorival Júnior em passagem pelo alvinegro praiano.Foto: Divulgação/Arquivo/Santos F.C.

O técnico Dorival Júnior vai passar por cirurgia para a retirada de um câncer de próstata na próxima terça-feira (1º). Por causa da doença, descoberta no primeiro semestre deste ano, o treinador afirma ter negado convites para assumir clubes brasileiros.

A última aproximação foi feita pelo Cruzeiro, que anunciou a demissão de Rogério Ceni na quinta-feira (26). Ainda neste setembro, Dorival foi procurado, também, pelo Fluminense. À reportagem, ele garantiu que todos os times foram muito compreensivos em relação às negativas.

"Expliquei a situação a todos que me contataram. E me surpreendi com tantos telefonemas. A cada saída [de técnicos], eu recebia uma ligação. Esse retorno me deixou muito feliz, me senti preenchido. Na hora certa, e vai ser logo, estarei de volta", afirmou.

A descoberta do câncer de próstata, ele conta, aconteceu durante exames de rotina. Dorival explica que o primeiro sinal de que havia algo errado foi o aumento no valor do PSA - enzima que detecta níveis de tumor, utilizada para diagnóstico de câncer de próstata.

"Com essa alteração no PSA, que foi bem significativa, meu médico pediu exames complementares para investigação. Foi quando descobrimos o câncer, graças a Deus, ainda no início. Falamos sobre as possibilidades de tratamento, e ele garantiu que a cirurgia era a melhor delas", disse. "Estou muito tranquilo, até animado, por ter descoberto cedo. Logo estarei pronto novamente para o mercado de trabalho."

Em 2014, Dorival vivenciou o câncer da mulher, Valéria, que, segundo ele, foi muito mais agressivo. "Eu e minha mulher conversamos, estamos tranquilos em relação à cirurgia", disse. "Há alguns anos, ela enfrentou um câncer de mama que foi bastante invasivo, precisou fazer cinco cirurgias em quatro meses, fez a retirada total do seio. Não foi fácil. Agora, ela está bem, evoluindo a cada momento."

Dorival ainda aproveitou a conversa para elogiar o amigo e atual técnico do São Paulo, Fernando Diniz. Reportagem do UOL Esporte mostrou que a relação entre os treinadores foi importante para a contratação do ex-treinador do Fluminense, oficializada nesta sexta-feira (27).

"Nós sempre trocamos informações, ele acompanhou uma parte dos meus trabalhos no São Paulo. Tenho um carinho muito especial por ele e tenho certeza de que vai fazer um excelente trabalho. Fernando Diniz é um profissional muito preparado", afirmou.

Quando Dorival assumiu o lugar de Rogério Ceni, em julho de 2017, Diniz passou a ser visto quase diariamente no CT da Barra Funda. Amigo do então comandante, ele ganhou livre acesso nas dependências do clube. Na época, Diniz estava desempregado e acompanhava as atividades do São Paulo para se manter próximo do mercado da bola e aproveitava a chance para trocar ideias com o colega de profissão.