Suspeito de manipular resultados, Gattuso diz estar "irritado e ofendido"

O atleta teve sua casa vasculhada pela polícia italiana por ter entrado em contato com uma das quatro pessoas detidas acusadas de conspiração criminosa e fraude desportiva

Comentar
Compartilhar
17 DEZ 201314h54

Considerado suspeito de fazer parte de uma rede responsável por manipular resultados de 58 partidas das séries A e B do Campeonato Italiano entre as temporadas de 2010/11 e 2013/14, Gattuso declara inocência e se mostra descontente com as acusações. O campeão mundial pela Seleção Italiana em 2006 se diz “irritado e ofendido” e promete esclarecer a situação.

“Estou calmo e vou esclarecer tudo. Não quero ter manchas na minha carreira, nunca apostei na minha vida”, se defende o ex-jogador. “É algo absurdo e inacreditável, porque não sei o que eles querem de mim. Não sei como é possível manipular o resultado. Agora vamos ver o que acontece, mas estou certo que vou esclarecer tudo”, promete Gattuso.

Gattuso é suspeito de manipular resultados (Foto: Associated Press)

O atleta teve sua casa vasculhada pela polícia italiana por ter entrado em contato com uma das quatro pessoas detidas acusadas de conspiração criminosa e fraude desportiva. As prisões de Cosimo Rinci, Fabio Quadri, Francesco Bazzani e Salvatore Spadaro ocorreram na madrugada desta terça-feira e, segundo o procurador da província italiana de Cremona, Roberto Di Martino, 30 partidas da principal divisão de futebol do país estão sob suspeita.

Das 58 partidas investigadas pelo Ministério Público de Cremona, o Milan aparece em três. As partidas disputadas contra Lazio, Juventus e Inter pela edição 2010/11 do Campeonato Italiano podem estar entre os jogos que tiveram seus resultados arranjados. Na temporada em questão, Gattuso ainda atuava pelo time rossonero.