Surfe: Disputa pelo título mundial fica entre três surfistas

Filipe Toledo e Jordy Smith são desclassificados em Pipeline

Comentar
Compartilhar
12 DEZ 2019Por Agência Brasil10h50
Gabriel Medina teve grande performance nesta quarta em PipelineFoto: wsl/Kelly Cestari

Nesta quarta (11) a disputa pelo título mundial do Circuito Mundial de surfe ficou restrita a três candidatos, os brasileiros Gabriel Medina e Ítalo Ferreira e o norte-americano Kolohe Andino.

Isto aconteceu após a queda do brasileiro Filipe Toledo e do sul-africano Jordy Smith na terceira fase do Billabong Pipe Masters, última etapa do Circuito Mundial de surfe.

Ítalo se classifica
Na primeira bateria do dia, o potiguar Ítalo Ferreira superou Jadson Andre por 8,53 a 7,20. Assim alcançou as oitavas de final, onde enfrenta o também brasileiro Peterson Crisanto.

Eliminação de brasileiro
Filipe Toledo entrou na água na quinta bateria, onde enfrentou o neozelandês Ricardo Christie. O atleta do Brasil foi superado por 11,04 a 9,84.

Medina brilha
O terceiro brasileiro na disputa pelo título, Gabriel Medina, teve uma das melhores performances do dia. Ele derrotou o havaiano Imaikalani deVault por 17,07 a 13.90 e avançou. Ele encontra nas oitavas outro brazuca, Caio Ibelli.

Queda de sul-africano
O segundo candidato ao título a ficar pelo caminho nesta quarta foi o sul-africano Jordy Smith. Ele perdeu na terceira etapa para o brasileiro Jesse Mendes por 9,10 a 7,50.

Até o fechamento desta matéria, o norte-americano Kolohe Andino ainda não havia entrado na água pela terceira fase da competição.

Tóquio 2020
Com a desclassificação de Filipe Toledo outra disputa foi definida, a da vaga brasileira para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Como Ítalo Ferreira e Gabriel Medina lideram o ranking mundial, e Filipe já não pode ultrapassá-los, as duas vagas do Brasil para Tóquio 2020 ficaram com Ítalo e Medina.