STF decide mandar goleiro Bruno de volta à prisão

Após deixar a prisão em 24 de fevereiro, o goleiro assinou contrato com o Boa Esporte Clube, de Varginha, em Minas Gerais

Comentar
Compartilhar
25 ABR 2017Por Estadão Conteúdo14h44

Por 3 votos a 1, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na tarde desta terça-feira, 25, que o goleiro Bruno Fernandes, de 32 anos, retorne à cadeia. Após deixar a prisão em 24 de fevereiro, o goleiro assinou contrato com o Boa Esporte Clube, de Varginha, em Minas Gerais, que disputa a segunda divisão do Campeonato Mineiro.

Mais informações em breve.