Só falta Palmeiras acertar com reforços para Cruzeiro anunciar Luan

Atacante e clube acertaram com o Cruzeiro e o anúncio só depende das negociações do Palmeiras com atletas oferecidos pela equipe mineira.

Comentar
Compartilhar
01 FEV 201318h23

O Palmeiras tem boas chances de cumprir sua promessa e definir o destino de Luan neste fim de semana. O atacante e o clube acertaram com o Cruzeiro e o anúncio, no momento, só depende das negociações do Verdão com os atletas oferecidos pela equipe mineira.

A informação foi dada pelo diretor de futebol da Raposa, Alexandre Mattos. “Há um processo com o Palmeiras. Cruzeiro e Luan já se acertaram, Cruzeiro e Palmeiras também. Falta o Palmeiras se acertar com os atletas oferecidos”, disse o dirigente à ESPN Brasil.

Os atletas que estariam mais próximos do Palestra Itália seriam os meio-campistas Charles e Marcelo Oliveira. “Tem a possibilidade de serem até mais jogadores. O Cruzeiro já deu liberdade para o Palmeiras conversar com alguns jogadores”, avisou Mattos.

Foi a negociação com os jogadores oferecidos que impediu a ida de Luan para o Inter. Para ceder seu atacante, Gilson Kleina solicitou Josimar, Bolatti, Dátolo e Rafael Moura. O Colorado não liberou Dátolo, o empresário de Rafael Moura vetou a negociação – também agencia o meia Lincoln, com quem o Verdão tem dívidas – e Josimar pediu 150% de aumento em relação ao salário que recebe, algo que o presidente Paulo Nobre descartou.

Luan chegou ao Palmeiras em 2010 e sempre foi contestado por torcedores. (Foto: AE)

Se Charles, Marcelo Oliveira e quem mais o Palmeiras quiser fizerem pedidas salariais dentro dos padrões estabelecidos por Nobre, Luan pode, enfim, deixar o Palmeiras. A indefinição foi a primeira encontrada pelo diretor executivo José Carlos Brunoro, que assumiu seu cargo na semana passada, e já tem irritado o dirigente.

Luan chegou ao clube em 2010 e sempre foi contestado por torcedores. Mesmo assim, no ano seguinte Arnaldo Tirone atendeu o pedido de Luiz Felipe Scolari e pagou cerca de R$ 7 milhões ao Toulouse, da França, para tê-lo em definitivo. No último dia 20, porém, o jogador foi insultado no primeiro jogo do ano e pediu para sair, mesmo tendo apoio de Kleina e de alguns torcedores.