Sem Valdivia, Palmeiras joga em Piracicaba para continuar perfeito

Para o confronto válido pela sexta rodada, o Verdão tem o estímulo da vitória sobre o São Paulo, na quarta-feira, encerrando um jejum de dois anos sem ganhar um clássico

Comentar
Compartilhar
05 FEV 201416h09

O início do centenário palmeirense não poderia ser melhor, e o time segue com o desafio de continuar assim nesta quarta-feira. Em visita ao XV de Piracicaba, às 22 horas (de Brasília), a equipe não terá Valdivia, que descansa, na tentativa de se manter como única com 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista.

Para o confronto válido pela sexta rodada, o Verdão tem o estímulo da vitória sobre o São Paulo, na quarta-feira, encerrando um jejum de dois anos sem ganhar um clássico. O posicionamento não muda, apenas com a entrada de Marquinhos Gabriel no lugar de Valdivia, ainda em tratamento especial para diminuir suas contusões.

“Estamos no caminho. Conseguimos um grande passo dentro da competição. Sabemos da importância do Paulistão e o importante é ter o resultado positivo. A equipe está bem unida e ciente do que pode fazer”, comentou Wesley, mais uma vez titular e peça importante neste começo de ano perfeito no clube.

Ainda com reforços como Bruno César à espera da estreia, Gilson Kleina não muda a fórmula que tem dado certo, apostando, agora, em Marquinhos Gabriel pelos lados e a movimentação de Mazinho para levar a bola para Leandro e Alan Kardec. A força, contudo, segue na humildade para cobrir os espaços no campo e não deixar o rival jogar.

Autor de gol no Choque-Rei de domingo, Alan Kardec espera manter a boa fase na sexta rodada do Paulista (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Treinador do XV, Edison Só já alertou para as complicações do adversário e pede que o estádio Barão de Serra Negra esteja cheio. “Vamos ter muitas dificuldades, com certeza. Eles estão confiantes e bem acertados dentro de campo. Quero convocar a torcida para nos incentivar e, assim, nos ajudar para fazermos um bom jogo”, pediu.

O time piracicabano vem de três jogos de invencibilidade – venceu Portuguesa e Ponte Preta e empatou com o Paulista no domingo –, mas terá que superar seus próprios desfalques diante de um dos grandes do torneio. Adriano e Gleison são os novos companheiros de Breitner, Vinicius Bovi, Glauber e Clayton no departamento médico.