Sem sofrer gols há 6 jogos, Palmeiras vai a Salvador

Os números também fazem com que o time comandado por Felipão mantenha a melhor média de gols entre as equipes: 1,63 por duelo.

Comentar
Compartilhar
19 AGO 2018Por Folhapress05h45
Felipão, técnico da equipe.Felipão, técnico da equipe.Foto: Facebook/SE Palmeiras

Em busca de manter a invencibilidade sob o comando de Luiz Felipe Scolari, o Palmeiras tem um novo desafio neste domingo (19), diante do Vitória, no Barradão, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Os dois times encaram desafios diferentes no torneio. O Palmeiras luta para encostar nos líderes na tabela de classificação, enquanto os donos da casa precisam se afastar da zona de rebaixamento.

Apesar das diferenças, as duas equipes têm uma boa média de gols na temporada, na soma das quatro competições que disputam ou já participaram até aqui.

Até a última rodada, dos 20 participantes que pertencem à Série A do Nacional, o Palmeiras foi o grupo com o maior número de gols. O elenco balançou as redes 76 vezes em confrontos oficiais.

Os números também fazem com que o time comandado por Felipão mantenha a melhor média de gols entre as equipes: 1,63 por duelo.

Atrás do clube paulista está o Grêmio, com 73 tentos e, em terceiro, o conjunto rubro-negro. A equipe baiana não fica muito atrás e já marcou em 72 oportunidades.

No entanto, as competições são distintas. Enquanto os paulistas estão no Brasileiro, Libertadores e Copa do Brasil, além do Estadual, torneio encerrado no primeiro semestre, os baianos tiveram a Copa do Nordeste no lugar da briga continental.

A força do Paulista também é superior quando comparado ao Campeonato Baiano.

Os palmeirenses também se destacaram em relação aos maiores rivais, Corinthians e São Paulo, no quesito goleador nesta temporada. O time de Itaquera marcou 61 gols, enquanto o tricolor fez 58.

O alviverde está, também, à frente de rivais que brigam na parte de cima da tabela do Brasileiro.

E não é só o setor ofensivo que rendeu bons frutos. A defesa tem ganhado um destaque maior depois da chegada da nova comissão técnica, que busca priorizar o setor dentro de campo.

Desde a saída do técnico Roger Machado do clube, a retaguarda não foi vazada, e já acumula uma sequência de seis apresentações sem sofrer gols nas três competições que o alviverde disputa atualmente. Um feito que não acontecia desde 2008.

VITÓRIA
Ronaldo; Jeferson, Kanu, Aderllan e Benítez; Ramon, Rodrigo Andrade e Yago; Neilton, Lucas Fernandes e Walter Bou. T.: Paulo César Carpegiani

PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Gómez e Victor Luís; Felipe Melo, Bruno Henrique e Moisés; Dudu, Willian e Borja. T.: Luiz Felipe Scolari

Estádio: Barradão, em Salvador
Horário: 16h deste domingo (19)
Juiz: Rodrigo Batista Raposo (DF)