Sem espaço no São Paulo, Fabrício vai pedir para sair

O volante ainda não procurou a diretoria para comunicar sua decisão, mas não acredita que encontrará resistência para ser liberado

Comentar
Compartilhar
07 NOV 201319h57

Contratado no início de 2012 com status de titular e para ser uma das referências do time, Fabrício deixará o São Paulo no fim do Campeonato Brasileiro e da participação na Copa Sul-Americana. Insatisfeito com a reserva e as poucas oportunidades, o volante afirmou que pedirá para ser liberado ao término da atual temporada.

"Vou procurar alguma outra coisa para de repente voltar a jogar. Vou esperar esse ano e tentar ajudar ao máximo, o São Paulo está disputando um título e temos a reta final do Campeonato Brasileiro. Mas, para o ano que vem, minha ideia é procurar outros ares", explicou o volante, que tem vínculo com o clube até o fim do ano que vem.

A vida do volante não tem sido fácil no Morumbi. Logo que chegou, ele enfrentou uma série de lesões musculares e, quando estava finalmente preparado para jogar, sofreu uma grave contusão no joelho em seu primeiro jogo. Aí, perdeu espaço para Wellington e Denilson, que se firmaram como titulares na campanha que culminou com o título da Sul-Americana.

Fabrício deixará o São Paulo no fim do Campeonato Brasileiro (Foto: Vipcomm)

Depois de recuperado, ele acabou sendo afastado pelo então técnico Ney Franco por ser considerado má influência no grupo e revoltou os jogadores, que veem nele um dos grandes líderes do elenco são-paulino. Foi reintegrado por Paulo Autuori, mas perdeu espaço novamente com a chegada de Muricy Ramalho.

Fabrício ainda não procurou a diretoria para comunicar sua decisão, mas não acredita que encontrará resistência para ser liberado. "Isso será resolvido depois dos campeonatos", avisou o volante.