São Paulo tenta prorrogar contrato de Rogério Ceni até o fim da temporada

O atual vínculo se encerra em 6 de agosto, pois tinha sido pensado para que o goleiro pudesse disputar até uma possível decisão da Copa Libertadores

Comentar
Compartilhar
28 MAI 201518h09

A aposentadoria de Rogério Ceni pode ser adiada mais uma vez. O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, quer prorrogar o contrato do jogador até dezembro deste ano para que ele possa disputar o Campeonato Brasileiro até o fim. O atual vínculo se encerra em 6 de agosto, pois tinha sido pensado para que o goleiro pudesse disputar até uma possível decisão da Copa Libertadores.

Agora, Rogério Ceni pretende analisar o pedido e decidir se permanece por mais alguns meses no clube. Inicialmente, ele já tinha projetado a sua última partida diante do Cruzeiro, no dia 26 de julho, para poder fazer o jogo final pelo clube diante da torcida. Agora, as coisas mudam de foco e a última vez que ele vestirá a camisa do São Paulo em jogo oficial pode ser contra o Figueirense, em 29 de novembro, no Morumbi, ou uma semana depois contra o Goiás, fora de casa.

Aos 42 anos, Rogério Ceni já chegou a cogitar sua aposentadoria no ano passado, mas como o São Paulo se classificou para a Libertadores deste ano, ele prorrogou o vínculo pois imaginava que a equipe faria uma boa campanha na competição sul-americana. A eliminação nas oitavas de final deixou o goleiro desanimado e convicto de sua aposentadoria no meio do ano, mas uma conversa com Aidar pode ter mudado mais uma vez seus planos.

O São Paulo tenta prorrogar o contrato de Rogério Ceni até o fim da temporada (Foto: Divulgação/SPFC)