São Paulo reage após goleada e abre boa vantagem contra o Vasco na Copa do Brasil

Na partida de volta, poderá até avançar às quartas de final com uma derrota por um gol de diferença

Comentar
Compartilhar
28 JUL 2021Por Folhapress23h46
Foto: Facebook/SPFC

O São Paulo mostrou poder de reação nesta quarta-feira (28), diante do Vasco. Três dias depois de ter sido goleado por 5 a 1 pelo Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro, o time tricolor ganhou da equipe cruzmaltina por 2 a 0, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Com o resultado, construído com gols de Rigoni e Pablo, a equipe paulista abriu boa vantagem no confronto. Na partida de volta, poderá até avançar às quartas de final com uma derrota por um gol de diferença.

O confronto de volta será no dia 4 de agosto, no Rio de Janeiro. Antes, os comandados do técnico Hérnan Crespo terão um clássico pela frente, contra o Palmeiras, no sábado (31), pelo Campeonato Brasileiro. No Nacional, os são-paulinos estão na zona de rebaixamento, na 17ª posição, com 11 pontos.

Eles fazem um péssimo início na competição nacional de pontos corridos e vem de uma derrota dura para o Flamengo. O resultado aumentou a pressão sobre Crespo e seus atletas.

Como forma de dar uma resposta à torcida, o time começou a partida contra o Vasco com uma marcação alta, ocupando os espaços no campo de ataque e com boas finalizações. Quase abriu o placar no primeiro minuto, com Rigoni, mas ele falhou na chute de frente para o gol. Aos 13, porém, o atacante acertou o alvo e inaugurou o marcador.

Depois disso, os vascaínos conseguiram equilibrar as ações, embora não tenham conseguido arrancar o empate. Apesar da vantagem, o time tricolor foi para o intervalo com uma notícia ruim. Aos 44 minutos, o zagueiro Arboleda deixou o gramado com uma lesão muscular na coxa direita. Bruno Alves o substituiu.

Na etapa final, o ritmo da partida caiu bastante. Do lado tricolor, o ritmo diminuiu sobretudo após a saída de Rigoni, aos 16 minutos, quando Crespo resolveu sacá-lo para preservá-lo. O jogador se recuperou recentemente de uma lesão muscular.

Mesmo assim, o São Paulo ainda conseguiu chegar ao segundo gol, desta vez com Pablo, que marcou de cabeça, aos 33.

O Vasco, que já não tinha mais o mesmo ímpeto que demonstrou na metade dos 45 minutos iniciais, ficou ainda mais entregue depois que os mandantes ampliaram e definiram o placar.

SÃO PAULO
Volpi, Arboleda (Bruno Alves), Miranda e Léo; Orejuela, Rodrigo Nestor (Liziero), Benítez (Talles), Igor Gomes (Gabriel Sara) e Reinaldo; Rigoni (Marquinhos) e Pablo. T.: Hernán Crespo

VASCO
Vanderlei; Léo Matos, Ernando, Leandro Castán e Zeca; Bruno Gomes, Galarza (Arthur) e Marquinhos Gabriel (Sarrafiore); Léo Jabá (Morato), Gabriel Pec (Andrey) e Cano. T.: Lisca

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Cartão amarelo: Leandro Castan (VAS)
Gols: Rigoni (SAO), aos 13'/1ºT; Pablo (SAO), aos 33'/2ºT