X
Esportes

São Paulo encara o River no primeiro teste de Rogério Ceni como técnico

Mais do que o título do torneio, Rogério espera deixar os Estados Unidos satisfeito com a atuação de seus comandados neste início de trabalho

Rogério Ceni estreia como técnico do São Paulo em jogo contra o River Plate, pela Copa Flórida / Foto: Rubens Chiri/SPFC

Foram 1.238 jogos e 132 gols com a camisa do São Paulo até chegar ao momento de estrear em uma função a que não está habituado a exercer no clube do qual é o maior ídolo. Nesta quinta-feira, a partir das 22 horas (de Brasília), Rogério Ceni estará à beira do campo para atuar de maneira inédita como técnico, quase 24 anos depois de ter iniciado sua trajetória como goleiro do Tricolor.

O River Plate, da Argentina, será o primeiro desafiante de Ceni na nova carreira. O clássico sul-americano, que já marcou embates históricos pela Copa Libertadores, será válido pelas semifinais da amistosa Copa Flórida e ocorrerá no Estádio Al Lang, em São Petersburgo.

Mais do que o título do torneio, Rogério espera deixar os Estados Unidos satisfeito com a atuação de seus comandados neste início de trabalho. “Os resultados são importantes, mas mais ainda é a maneira como o time joga, o que o time quer e o que produz”, analisou, admitindo que usará a competição na preparação para os objetivos mais importantes da temporada.

“Agora, Copa Flórida, amistosos, mas é uma competição. Não estaremos prontos nem fisicamente, mas queremos a vitória. E aí, no dia 5, começaremos o Paulista fora de casa contra o Audax atrás dos três pontos”, acrescentou.

Para o primeiro compromisso de 2017, a escalação do Tricolor é um mistério. Ao longo da estada em Bradenton, Rogério Ceni deu poucas pistas da equipe que iniciará o confronto diante do River. A tendência é que ele utilize todos os seus jogadores no decorrer da partida, o que é permitido pelo regulamento do torneio. Dos quatro reforços contratados para a temporada, Wellington Nem e Cícero estão fisicamente atrás dos demais e podem começar no banco de reservas.

Pelo menos o esquema tático o ex-goleiro sinalizou para o duelo desta quinta. O 3-4-3 – podendo variar para o 3-4-1-2 – deve ser o escolhido, levando-se em conta os jogos-treinos contra Sarasota e Boca Ratón (vitórias por 9 a 1 e 9 a 2), além das atividades realizadas nas últimas semanas.

Pensando de maneira idêntica ao seu homólogo brasileiro, o técnico do River Plate, Marcelo Gallardo, lançará mão do mesmo sistema que está sendo o preferido de Ceni. Foi assim que os argentinos venceram o Millonarios, da Colômbia, por 1 a 0, no último domingo, pelas quartas de final da Copa Flórida.

“É uma alternativa que temos para seguir trabalhando com as qualidades dos jogadores que temos. São etapas que servem para ver como se desenvolvem os jogadores e novos desafios para não atuarmos com um só estilo de jogo”, avaliou o ex-jogador.

Assim como o São Paulo, o River usará a Copa Flórida como um teste para objetivos maiores. No caso da agremiação de Buenos Aires, a Libertadores e o Campeonato Argentino.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Nova York tem explosão de casos de covid-19 e governo culpa não vacinados

"Continuamos a ver sinais de alerta de picos de covid neste inverno e, embora a nova variante ômicron ainda não tenha sido detectada no estado de Nova York, ela está chegando", escreveu a governadora

Saúde

Brasil fecha fronteiras para 6 países por conta de nova variante

Variante Ômicron preocupa autoridades sanitárias

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software