São Paulo empata com Rentistas e perde chance de vaga antecipada na Libertadores

Clube do Morumbi poupou seus principais jogadores para a fase decisiva do Paulista

Comentar
Compartilhar
12 MAI 2021Por Folhapress21h03
São Paulo tinha a oportunidade de se classificar às oitavas de final da LibertadoresSão Paulo tinha a oportunidade de se classificar às oitavas de final da LibertadoresFoto: Divulgação

Com um time repleto de jogadores reservas, o São Paulo apenas empatou em 1 a 1 com o Rentistas (URU) na noite desta quarta-feira (12), em Montevidéu, pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.

Orejuela, que fez seu primeiro jogo com a camisa tricolor, abriu o placar, mas Lamas deixou tudo igual no Estádio Centenario ainda na etapa inicial. Vitor Bueno perdeu um pênalti no segundo tempo.

O ponto conquistado na capital uruguaia mantém o clube do Morumbi na liderança do Grupo E, com 8 pontos, mesma pontuação do segundo colocado Racing (ARG). Se tivesse vencido no Uruguai, já teria garantido a classificação à próxima fase do torneio.

A diretoria do São Paulo entende que, neste momento da temporada, a prioridade deve ser o Campeonato Paulista, por se tratar do caminho mais simples para levantar uma taça, algo que não acontece desde 2012. O time está nas quartas de final do Estadual.

Por isso, o elenco que viajou a Montevidéu foi recheado de jogadores que têm atuado menos com o técnico Hernán Crespo. Os titulares nem embarcaram para o Uruguai e permaneceram na capital paulista treinando.

Dos 11 que iniciaram o confronto com o Rentistas, sete foram revelados em Cotia: Lucas Perri, Diego Costa, Rodrigo, Welington, Rodrigo Nestor, Talles e Igor Gomes. Apenas Bruno Alves (capitão nesta quarta), Orejuela, Rojas e Vitor Bueno não se formaram na base do clube.

Mesmo com uma escalação bastante mexida, o São Paulo abriu o placar logo no início do jogo, aos 3 minutos, com gol do estreante Orejuela, que subiu bem de cabeça após cobrança de escanteio de Igor Gomes para colocar o time tricolor à frente.

A falta de entrosamento, porém, fez com que a equipe de Crespo não fosse capaz de controlar a partida. Com muitos erros de passe, entregou a bola facilmente aos uruguaios, que chegaram ao empate na sequência.

Aos 12 do primeiro tempo, escanteio curto passou por toda a defesa são-paulina até chegar nos pés do zagueiro Lamas que, dentro da pequena área, só desviou para deixar tudo igual no Centenario. Foi o primeiro gol sofrido pelo São Paulo na Libertadores.

 

Com menos de um minuto da etapa final, Rojas tentou o chute cruzado ea a bola desviou na mão de Sosa. O árbitro José Argote entendeu como uma infração e marcou o pênalti.

Vitor Bueno chutou forte à meia altura, mas Rossi foi bem e fez a defesa, sem dar rebote.

A equipe tricolor teve outra ótima oportunidade para voltar à frente no placar, mas desperdiçou.

Sosa recuou com o pé para Rossi, que agarrou com a mão. José Argote anotou tiro livre indireto a favor do São Paulo, na linha da pequena área. Igor Gomes rolou para Welington, que bateu com força, mas na barreira uruguaia.

Pode parecer inacreditável, mas já no fim da partida, o Rentistas ofereceu mais um tiro livre indireto aos são-paulinos. Rodales recuou para Rossi, que de novo agarrou com a mão.

Desta vez, coube a Hernanes a cobrança. O meia chutou forte, e Cristóbal conseguiu tirar de cabeça quase em cima da linha para evitar o segundo gol da equipe tricolor.

O São Paulo volta a campo na sexta-feira (14), pelas quartas de final do Campeonato Paulista, contra a Ferroviária, no Morumbi. Casa confirme a classificação, já disputa a semifinal do Estadual, no domingo (16).

Pela Libertadores, o próximo compromisso é contra o Racing, no Morumbi, na próxima terça-feira (18).