Santos sofre, mas vence o Santa Fé e mantém liderança do Grupo 2

Em jogo com cara de Libertadores, o Peixe venceu, por 3 a 2, no Pacaembu, e deixou bem encaminhada uma vaga às oitavas de final; Lucas Veríssimo fez o gol decisivo

Comentar
Compartilhar
04 MAI 2017Por Diário do Litoral23h40
Ricardo Oliveira abriu o marcador no começo do jogoRicardo Oliveira abriu o marcador no começo do jogoFoto: Mauro Horita/Estadão Conteúdo

Em jogo muito movimentado, o Santos fez valer a sua força no Pacaembu – equipe vinha de 17 vitórias seguidas no estádio paulista –, e garantiu um importante triunfo, por 3 a 2, sobre o Santa Fé, da Colômbia, em jogo válido pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores da América.

O gol decisivo foi marcado pelo zagueiro Lucas Veríssimo, aos 33 minutos da segunda etapa. Os outros gols alvinegros foram anotados por Ricardo Oliveira, logo no início do jogo, e Vitor Bueno, aos 34 da primeira etapa. O atacante Arango e o zagueiro Perlanza fizeram para os colombianos.

O Peixe sofreu – e muito – para bater o Santa Fé. Com a defesa perdida e meio de campo sem poder de marcação, o time foi dominado na primeira etapa e só conseguiu impor o seu ritmo na segunda etapa. Mesmo assim, ainda distante do esperado pelo torcedor, que apoiou durante toda a partida e ainda sofreu com chute de Jonathan Gomez, aos 44 minutos.

Em meio aos percalços, o Peixe pode respirar aliviado por deixar bem encaminhada uma vaga às oitavas de final. A equipe subiu aos oito pontos e segue líder do Grupo 2. Agora, porém, quatro pontos a frente do Santa Fé, terceiro colocado. O The Strongest, que venceu o lanterna – e já eliminado – Sporting Cristal, por 5 a 1, é o segundo do grupo, com sete.

Na próxima rodada, o Peixe enfrenta o The Strongest na altitude de La Paz. O jogo será realizado apenas no próximo dia 17 (terça-feira), às 19h30 (de Brasília). Antes, porém, o Alvinegro Praiano enfrenta o Paysandu, em jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Como venceu na Vila Belmiro, por 2 a 0, o Peixe pode até perder por um gol de diferença que, ainda assim, vai às quartas.