X
Esportes

Santos planeja volta de Ferraz mesmo com concorrente em alta

O lateral direito Daniel Guedes tem a titularidade ameaçada para o primeiro jogo como mandante na Copa Libertadores da América

Em fase final recuperação de lesão no ombro direito, sofrida no empate por 1 a 1 contra o Ituano, no dia 28 de janeiro, Ferraz está sumido dos gramados / Ivan Storti/Santos FC

Principal "garçom" do Santos, com três passes a gol, e um dos destaques individuais da equipe do técnico Jair Ventura neste início de temporada, o lateral direito Daniel Guedes tem a titularidade ameaçada para o primeiro jogo como mandante na Copa Libertadores da América.

Mesmo com números para assegurar a condição de novo dono da posição, a partida diante do Nacional, do Uruguai, na próxima quinta-feira (15), no Pacaembu, pode marcar o retorno de Victor Ferraz.

Em fase final recuperação de lesão no ombro direito, sofrida no empate por 1 a 1 contra o Ituano, no dia 28 de janeiro, Ferraz está sumido dos gramados. O jogador já trabalha com bola, mas ainda sente dores no ombro.

O camisa 4 realizou apenas quatro dos 12 jogos do Santos este ano. Titular absoluto da posição desde 2015, o jogador deve retomar a condição de titular mesmo com lobby de parte da torcida pela permanência de Guedes.

Internamente, o temor de Jair Ventura e da comissão técnica é a pouca segurança defensiva passada por Daniel Guedes. De acordo com o Footstats, ele é somente o sexto do time no quesito desarmes no Estadual, com 12 intervenções em sete partidas. Na sua frente, há até mesmo jogadores com características mais ofensivas, como Copete e Jean Mota. O volante Alison lidera o quesito, com 37.

Jair e companhia consideram Ferraz mais eficiente na marcação e no posicionamento com a defesa, além de considerar a experiência do atleta importante para jogos decisivos de Libertadores.

No ataque, ele tem característica semelhante à de Guedes. Ferraz gosta mais de atacar por dentro, enquanto o seu concorrente é mais veloz, mais agudo e prefere a linha de fundo e os cruzamentos altos.

A diretoria santista gosta de Ferraz, apesar de o atleta viver um caso de "amor e ódio" com a torcida. Eles planejam, inclusive, renovar o contrato do jogador. No entanto, os dirigentes santistas não descartam negociá-lo após a renovação por dois motivos: dinheiro em caixa e por ter um bom substituto.

OFENSIVIDADE DE GUEDES

As credenciais de Daniel Guedes para seguir na equipe santista são os bons números ofensivos. Ele é o principal garçom do Paulista, com três assistências para gols, ao lado do atacante Copete. Junto com eles, também com três assistências estão Guilherme, do Ituano, Lincom, do Santo André, e Lucas Lima, do Palmeiras.

Guedes, no entanto, é o que conseguiu fazer isso em menos jogos: sete. No Santos, o lateral é o que mais cria chances para os companheiros, segundo o Footstats. Foram 13 jogadas que terminaram em finalizações, ao todo, média de 1,9 por jogo. Ao lado dele, só o meia Jean Mota. O argentino Emiliano Vecchio, que tem a função de pensar o jogo, tem média de 1,6 por partida.

Daniel Guedes é quem mais cruza no Santos: 89 vezes, em sete jogos, pouco mais de 12 tentativas por partida. O segundo que mais utiliza o recurso é o meia Jean Mota, pouco mais de oito cruzamentos por jogo. Ele também é o segundo jogador que mais dribla no Santos, só perde para o Arthur Gomes.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Bento 16 admite ter participado de reunião sobre padre pedófilo na Alemanha

Por anos, o papa emérito alegou que não havia participado das decisões sobre a acolhida ao padre pedófilo, que teriam sido conduzidas por um subordinado

Polícia

Polícia prende dois homens suspeitos de tráfico de drogas em São Vicente

Os agentes estavam em um patrulhamento preventivo pela Rua Antônio Luís Barreiros, no bairro Japuí, quando encontraram dois homens na trilha do surfista

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software