Santos não deve buscar reforços para o restante da temporada

Ao contrário dos últimos anos, quando buscou revelações no Paulistão, o Peixe não sairá no mercado. A equipe passa por dificuldade financeira e deve manter elenco

Comentar
Compartilhar
23 ABR 2017Por Diário do Litoral23h30
O clube passa por dificuldade financeira e aposta no atual elenco até o fim do BrasileirãoO clube passa por dificuldade financeira e aposta no atual elenco até o fim do BrasileirãoFoto: Ivan Storti/ Santos FC

Ao contrário dos últimos anos, quando acertou a contratação de nomes como Rafael Longuine, Yuri e Vitor Bueno, o Santos não tentará a contratação de atletas que se destacaram no Campeonato Paulista. O clube passa por dificuldade financeira e aposta no atual elenco até o fim do Brasileirão.

Apenas uma boa alternativa, que não rendesse altos custos, poderia fazer com que um novo atleta desembarcasse na Vila Belmiro. O meia Valdívia, ex-Palmeiras, sondado no início do ano, é uma opção. O seu contrato com o Al Wahda (EAU) finaliza em julho e ele chegaria ao clube sem custos.

Sem este tipo de opção de compra, o Peixe dificilmente entrará em negociação. O técnico Dorival Júnior já foi informado pela diretoria sobre o assunto e acredita ser possível, mesmo sem a chegada de novos reforços, brigar pelos títulos da Libertadores da América, Brasileiro e Copa do Brasil.

A postura da diretoria também acontece por conta da chegada de seis reforços no início do ano. Ao todo, o Peixe investiu cerca de R$ 25 milhões. Chegaram ao clube os atacantes Bruno Henrique, Kayke e Vladimir Hernández, o volante Leandro Donizete, o lateral Matheus Ribeiro e o zagueiro Cleber.

Destes citados, apenas o atacante Bruno Henrique figura entre os titulares da equipe. Ex-Wolfsburg, da Alemanha, ele foi adquirido por R$ 13,5 milhões. Os demais já foram aproveitados, mas sem grande destaque. O zagueiro Cleber, que custou R$ 7,3 milhões, por exemplo, é reserva de Lucas Veríssimo, revelado na base do Peixe.