X

SANTOS FC

Santos joga mal, empata com Água Santa e pode virar lanterna do grupo

A equipe de Odair Hellmann mais uma vez sofreu na criação de jogadas, irritou a torcida e chegou a ser incomodada pelo time de Diadema

BRUNO MADRID - FOLHAPRESS

Publicado em 26/01/2023 às 00:03

Atualizado em 26/01/2023 às 00:23

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O jogador ainda não marcou desde o retorno para o clube / Foto: Ivan Storti/Santos FC

O Santos não conseguiu apagar a imagem ruim dos últimos jogos, empatou sem gols com o Água Santa, nesta quarta-feira (25), e pode virar lanterna do Grupo A do Campeonato Paulista nesta quinta-feira (26).

A equipe de Odair Hellmann mais uma vez sofreu na criação de jogadas, irritou a torcida e chegou a ser incomodada pelo time de Diadema, que tem a segunda pior campanha do estadual até o momento. A partida aconteceu dentro da Vila Belmiro, em Santos.

O Água Santa entrou com quatro zagueiros em campo, mas jogou melhor no  primeiro tempo e assustou João Paulo.

A equipe de Odair Hellmann, por outro lado, errou muitos passes e deixou os torcedores impacientes.

O jogo ficou marcado por muitas faltas, e a árbitra Edina Alves aplicou nove cartões amarelos.

O JOGO

Odair optou por Carabajal como titular para tentar resolver o recorrente problema da criação de jogadas de seu time. Não deu certo: o argentino ficou encaixotado na marcação dos visitantes. Foi Soteldo, pela esquerda, o responsável por iniciar alguns lances ofensivos.

Presos na marcação do Água Santa, os jogadores do Santos demonstraram muita tensão na primeira etapa. Em meio aos erros de passe, os ânimos se exaltaram de vez quando Ângelo não gostou de uma entrada de Didi e iniciou uma confusão generalizada —Edina Alves não aplicou cartões em meio ao empurra-empurra.

O time de Diadema passou a gostar do jogo e quase abriu o placar aos 35 minutos. Em escanteio cobrado por Luan Dias, Bauermann desviou para trás e Didi, de cabeça, obrigou o goleiro do Santos a fazer linda defesa.

O jovem Ângelo, do Santos, foi substituído aos 18 minutos do 2° tempo e, após cumprimentar Lucas Braga, ouviu ofensas de alguns torcedores. O ponta respondeu da mesma maneira e escancarou a falta de sintonia entre time e torcida.

Antes da partida, um gato preto foi visto caminhando tranquilamente pelo gramado da Vila Belmiro. A cena se repetiu no segundo tempo, mas com um felino de outra cor.

O Santos até esboçou uma melhora na parte final do duelo, mas pouco exigiu do goleiro Ygor Vinhas e passou a demonstrar um nervosismo ainda maior nos acréscimos.

SANTOS
João Paulo, Nathan (João Lucas), Messias, Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández (Pirani), Sandry e Carabajal (Lucas Barbosa); Soteldo, Ângelo (Lucas Braga) e Marcos Leonardo (Rwan Seco). Técnico: Odair Hellmann

ÁGUA SANTA
Ygor Vinhas; Reginaldo, Rodrigo Sam (Cristiano), Joilson, Marcondes e Didi; Igor Henrique, Luan Dias, Ronald (Lelê) e Bruno Xavier (Gabriel Inocêncio); Junior Todinho (Bruno Mezenga). Técnico: Thiago Carpini

Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Árbitra: Edina Alves Batista

Assistentes: Neuza Ines Back e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral

Cartões amarelos: Nathan, Lucas Barbosa, Odair Hellmann (SAN); Marcondes, Igor Henrique, Joilson, Rodrigo Sam, Bruno Mezenga, Lelê (AGU)
 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Confira o resultado do Timemania no concurso 2094, neste sábado (18)

O prêmio é de R$ 2.200.000,00

Cotidiano

Confira o resultado da Quina no concurso 6444, neste sábado (18)

O prêmio é de R$ 20.500.000,00

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter