Santos deve poupar titulares contra o Coxa; Maia e Zeca retornam

Exames avaliarão condição física dos atletas, nesta sexta-feira. Ao menos cinco atletas devem ser poupados. Em contrapartida, dupla volta a ser opção

Comentar
Compartilhar
18 MAI 2017Por Diário do Litoral17h36
Suspenso, Thiago Maia não atuou contra o The StrongestSuspenso, Thiago Maia não atuou contra o The StrongestFoto: Divulgação/Santos FC

Após concluir uma maratona de três jogos em apenas sete dias, o Santos deverá contar com diversas mudanças na equipe titular para o jogo contra o Coritiba, neste sábado (20), na Vila Belmiro, pelo Brasileirão. Alguns jogadores acusaram desgaste após empate heroico e devem ser preservados.

A delegação alvinegra deixou a cidade de La Paz, na Bolívia, ainda na noite da última quarta-feira (17) e chegou na Baixada Santista na manhã desta quinta (18). Os jogadores que participaram da partida receberam folga. Já os atletas que não atuaram estiveram em atividade no CT Rei Pelé.

Todo o elenco passará por uma bateria de exames no início da tarde desta sexta-feira. A intenção é avaliar o nível de desgaste após os jogos com o Paysandu (Copa do Brasil), Fluminense (Brasileiro) e The Strongest (Libertadores). Se constatado um nível de desgaste, o atleta não será relacionado.

O técnico Dorival Júnior adota cautela para o anúncio da lista de relacionados. A tendência, porém, é que ao menos cinco jogadores sejam ausências. São os casos dos experientes Renato e Ricardo Oliveira, além de Victor Ferraz, Lucas Lima e Vitor Bueno, que atuaram em quase todos os jogos.

Em contrapartida, o comandante poderá contar com alguns reforços: o volante Thiago Maia, que cumpriu suspensão na Bolívia, o lateral Zeca, recuperado de uma lesão no joelho, além do atacante Bruno Henrique, que foi expulso ainda na primeira etapa do jogo contra o The Strongest.

O zagueiro David Braz, com um estiramento na perna, deve seguir fora da equipe. Completam a lista de desfalques Luis Felipe e Gustavo Henrique, que se recuperam de lesões ligamentares no joelho, e o lateral-esquerdo Caju, que está em fase final de tratamento na coxa esquerda.