Santos deve perder Vladimir Hernández na primeira fase do Paulistão

O clube tenta acelerar o processo de regularização, mas tem até sexta-feira para inscrevê-lo. A expectativa é que ele seja opção para estreia na Libertadores

Comentar
Compartilhar
02 MAR 2017Por Diário do Litoral17h44
Vladimir Hernández deve ficar de fora da primeira fase do Campeonato PaulistaVladimir Hernández deve ficar de fora da primeira fase do Campeonato PaulistaFoto: Divulgação/Santos FC

O atacante Vladimir Hernández deve ficar de fora da primeira fase do Campeonato Paulista. O Santos ainda não conseguiu regularizar a situação do atleta junto à FIFA e tem até esta sexta-feira, data limite imposta pela Federação Paulista de Futebol, para inscrevê-lo na competição.

O Peixe tenta acelerar o processo, mas vê a situação como quase impossível. Em menos de 24 horas, o clube precisaria acertar a liberação no TMS, sistema que regulariza as transferências internacionais, além de torcer por rápida regularização junto à CBF e a Federação Paulista.

A expectativa da direção alvinegra é que ele esteja com a situação normalizada até a próxima terça-feira (06).  Com isso, o jogador poderia ser inscrito a tempo na Libertadores da América e ficaria à disposição para a estreia contra o Sporting Cristal (PER), no próximo dia 09, em Lima.

Hernández ainda não foi regularizado, pois o Peixe viveu imbróglio com o Junior Barranquila, sua ex-equipe. Incomodado com o atraso do pagamento da primeira parcela (R$ 2,1 milhões), o time colombiano segurou a documentação e pediu garantias financeiras para a liberação.

Através do Departamento Jurídico, o Alvinegro Praiano enviou uma carta fiança, que garante o poder de compra, e agora aguarda liberação dos últimos documentos. O Santos pagará cerca de R$ 1 milhão em duas parcelas fixas, datadas para os meses de maio e dezembro próximos.

Enquanto a novela não é concluída, Hernández participa normalmente dos trabalhos no CT Rei Pelé. Ele tem agradado a comissão técnica e chegou a ser aproveitado como meia armador. No amistoso contra o Kenitra, do Marrocos, no Pacaembu, ele marcou um gol de bicicleta.