Santos aproveitará semana livre para melhorar condição de Montillo

A aposta se deve ao talento do argentino, que é fundamental para as pretensões santistas, que ainda lutam para conseguir vaga na Libertadores 2014, nesta reta final do Brasileirão

Comentar
Compartilhar
20 OUT 201322h41

Com uma semana inteira para trabalhar até o clássico de domingo com o Corinthians, em Araraquara, no interior de São Paulo, o técnico Claudinei Oliveira quer melhorar a condição física do meia Montillo para contar com ele em grande forma no Santos. A aposta se deve ao talento do argentino, que é fundamental para as pretensões santistas nesta reta final do Brasileirão - com 43 pontos, ainda tem a expectativa de conseguir a vaga na Libertadores de 2014.

"O Montillo faz a diferença. Ele é um jogador especial e, mesmo sem estar 100%, é decisivo. Ganhando ritmo, ele vai ajudar mais ainda e decidir jogos para gente. Ele não tem feito tantos gols no Santos, mas dá assistência, participa efetivamente do último passe. É um jogador com uma leitura de jogo muito boa. Quando entra em campo, preocupa o adversário", elogiou o treinador, após a atuação do argentino na goleada sobre o Náutico, por 5 a 1, na noite de sábado, na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, nos arredores do Recife.

Além de preparar Montillo para o clássico, Claudinei Oliveira quer chegar para a partida de domingo em um outro ritmo, pois sabe que o Corinthians vai enfrentar o Grêmio na quarta-feira, pelas quartas de final da Copa do Brasil, e estará mais cansado. "Quando enfrentamos o Corinthians da outra vez, o Santos vivia seu pior momento (vinha da goleada de 8 a 0 para o Barcelona, em amistoso na Espanha) e empatamos. Até poderíamos ter vencido. Em clássico, o momento não quer dizer nada. O que precisa é ter dedicação para não ser surpreendido", avisou.

Claudinei Oliveira quer melhorar a condição física do meia Montillo (Foto: Estadão Conteúdo)

O bom ambiente na Vila Belmiro antes do clássico com o Corinthians se deve principalmente à goleada de sábado sobre o Náutico, que fez o time subir na tabela de classificação e deu confiança aos jogadores. "Quando você ganha, tem uma semana tranquila para fazer o trabalho que não pode ser feito por causa dos jogos do meio de semana. Se perdêssemos do Náutico, estaríamos pressionados a forçar mais e poderíamos acabar estourando algum jogador no treino. Agora, temos condições de treinar mais tranquilos", concluiu Claudinei Oliveira.

Faltando oito rodadas para o final do campeonato, o clássico com o Corinthians é decisivo para o Santos na luta para chegar à Libertadores. Se conseguir uma vitória sobre o rival, que mandará o jogo em Araraquara por causa de punição imposta pelo STJD, o time embala para conseguir uma arrancada no Brasileirão.