Ronaldinho e Tardelli não digerem derrota e pedem desculpa à torcida

O Galo perdeu para o Raja Casablanca por 3 a 1 na semifinal do Mundial de Clubes em atuação muito ruim dos principais jogadores do Atlético-MG

Comentar
Compartilhar
18 DEZ 201320h16

Depois de conquistar a Libertadores e emocionar milhões de atleticanos pelo mundo, a decepção alvinegra veio nesta quarta-feira, com a derrota mais sofrida dos 105 anos do clube. O Galo perdeu para o Raja Casablanca por 3 a 1 na semifinal do Mundial de Clubes em atuação muito ruim dos principais jogadores do Atlético-MG.

O revés inesperado cancela o confronto contra o poderoso Bayer de Munique, que já está garantido na grande decisão. Após a partida, Ronaldinho Gaúcho, autor do gol do Atlético-MG, mas que foi extremamente discreto no jogo, lamentou o revés histórico e afirmou que é difícil aceitar o que aconteceu nesta quarta-feira.

“Não tem como não estar abalado. A expectativa era muito grande, mas foi um ano maravilhoso e entramos para a história do clube. É duro aceitar essa derrota, mas temos que assimilar e ver o que resta. O jogo foi muito parelho, as duas equipes tiveram muitas oportunidades de gol e eles concluíram melhor. Agora é ter a cabeça fria”, declarou.

Visivelmente abalado, o atacante Tardelli pediu desculpas para o torcedor atleticano pelo vexame no Marrocos. “É difícil falar. Nós que estamos em campo tentamos fazer o melhor, mas infelizmente no segundo tempo a equipe não encaixou. A gente fica triste e pede desculpas para o torcedor que estava aqui, o que ficou em BH, e é difícil falar”, lamentou.

Ronaldinho, do Atlético Mineiro, comemora após marcar gol na partida contra o Raja Casablanca (Foto: Associated Press)