Robinho troca jogo do Timão por videogame e quer pedalar no clássico

Invicto na temporada até então, o alvinegro praiano perdeu para a Ponte Preta e empatou com o São Bento quando nos jogos que não pôde contar com sua principal estrela

Comentar
Compartilhar
02 ABR 201516h32

Nem mesmo a atuação de gala do Corinthians na quarta-feira fez com que Robinho olhasse para o rival do Peixe deste domingo de uma forma mais temerária. O Timão goleou o Danubiu, do Uruguai, por 4 a 0 e empolgou principalmente por causa do belo futebol apresentado. No entanto, para o camisa 7 do Peixe, a grande fase da equipe de Tite é irrelevante. Aliás, Robinho revelou que sequer assistiu ao duelo válido pela Copa Libertadores da América.

"Corinthians é um grande time. Não é esta (boa) fase que fará o jogo ser diferente. Sempre foi difícil. Não vi o jogo de ontem, estava jogando videogame com meus filhos. Respeito o time, mas no futebol as coisas mudam muito rápido. Ganhando, os elogios do Corinthians vão passar de lado. Nosso time está preparado para fazer um grande jogo", afirmou o atleta santista, que retorna após desfalcar a equipe nos dois últimos jogos para servir a Seleção Brasileira.

Coincidência ou não, bastou Robinho sair do time para o Santos tropeçar no Campeonato Paulista. Invicto na temporada até então, o alvinegro praiano perdeu para a Ponte Preta e empatou com o São Bento quando nos jogos que não pôde contar com sua principal estrela.

Robinho revelou que sequer assistiu ao duelo válido pela Copa Libertadores da América (Foto: Divulgação/SFC)

"A gente sabia que uma hora ia perder. No futebol acontecem as derrotas. Queríamos adiar para o mais longe possível, mas aconteceu no momento que poderíamos perder. O que não podemos perder é a confiança e a tranquilidade. Nosso objetivo é ser campeão, e acontece dessas coisas. Tem dia que a bola não vai entrar", analisou o capitão santista.

Em agosto do ano passado, Robinho iniciou sua terceira passagem pelo clube da Baixada Santista e acabou participando da derrota para o Corinthians, por 1 a 0, em plena Vila Belmiro. Apesar disso, o retrospecto do atacante ainda é muito favorável contra o principal rival do Peixe. Nos outros oito encontros, Robinho saiu de campo vitorioso em sete oportunidades e atuou em apenas um empate. Estes números animam o jogador para o clássico de domingo.

"Tomara que eu consiga fazer gols. Corinthians é um time que marca muito forte, tem um sistema defensivo muito bom. Mas, se tiver que ter pedalada, melhor ainda", afirmou o camisa 7, lembrando do lance que marcou sua carreira e é sinônimo de festa para o torcedor santista até os dias de hoje, já que a jogada resultou no pênalti que antecedeu o gol do craque na grande final do Campeonato Brasileiro de 2002, ano em que o Peixe ficou com o título em cima do rival deste domingo e quebrou um jejum de 18 anos sem grandes conquistas.

Desta vez, a tarefa do time de Vila Belmiro tem tudo para ser mais árdua. O Corinthians está invicto na temporada, lidera a classificação geral do Campeonato Paulista e sua chave na Libertadores, e sua única derrota em Itaquera até hoje aconteceu na estreia do estádio, há 28 jogos. Nada disso, porém, assunta Robinho.

"Corinthians sempre foi forte, principalmente em seu estádio. Mas uma hora vai perder lá, espero que seja domingo. Se ganhou todos os jogos lá, fez por merecer. Uma hora vai acontecer. Espero que seja agora", finalizou.