Banner gripe

Robinho evita provocar Ceni, mas quer marcar no ídolo são-paulino

O jogador já participou de 14 clássicos San-São e tem um bom aproveitamento. Saiu de campo com a vitória em nove oportunidades, só perdeu quatro vezes e empatou um único jogo

Comentar
Compartilhar
11 FEV 201515h07

Sempre irreverente, Robinho não perde a chance de brincar e provocar até seus companheiros de time. Com o clássico diante do São Paulo na pauta, o camisa 7, obviamente, foi questionado sobre a chance de voltar a marcar gol em cima de Rogério Ceni, ídolo são-paulino e sempre alvo principal dos torcedores rivais.

"Não é um gostinho especial. Rogério Ceni é um grande goleiro, todo jogador quer fazer gol em grandes goleiros. Espero que eu possa marcar e ajudar meus companheiros", disse o atacante, com um sorriso irônico no rosto, mas evitando polemizar.

Robinho já participou de 14 clássicos San-São e tem um bom aproveitamento. Saiu de campo com a vitória em nove oportunidades, só perdeu quatro vezes e empatou um único jogo.

"Me preparo para ir bem sempre, contra todos os times. Jogador entra em campo para dar o melhor. Espero que dessa vez a história possa ser bonita para o Santos. Se for possível fazer gol, melhor ainda", comentou o Rei das Pedaladas, que apesar de ter marcado apenas dois gols no Tricolor Paulista até hoje, sempre é lembrado pelo belo tento de letra, em 2010, no duelo que marcou seu retorno ao Peixe naquela ocasião e deu a vitória ao alvinegro praiano. "Fiz em 2010, quando voltei. Fiz outro gol na Vila, em 2002 (semifinal do Brasileiro). Cada jogo tem sua história, agora não é diferente. Que essa história seja a mesma para o Santos", completou.

Colunas

Contraponto