Robinho é ‘escondido’ pelo Santos e faz tratamento intensivo para jogar final

Nesta quinta-feira, o atacante apareceu na porta que dá acesso ao campo, de chinelo, e não participou da atividade com o restante do grupo

Comentar
Compartilhar
23 ABR 201518h23

A três dias da primeira final do Campeonato Paulista, contra o Palmeiras, o Santos vive um clima de apreensão devido a situação de seu principal jogador. Robinho está lesionado e, mesmo com a tentativa do clube de minimizar e até esconder o problema, é sabido que o camisa 7 corre contra o tempo para ficar à disposição de Marcelo Fernandes para o duelo no Palestra Itália.

Nesta quinta-feira, o atacante apareceu na porta que dá acesso ao campo, de chinelo, e não participou da atividade com o restante do grupo. Robinho seguirá fazendo tratamento intensivo no músculo posterior da coxa esquerda junto aos fisioterapeutas do clube até o dia do jogo.

"É uma semana para aqueles que sentiram algo se recuperarem, é o caso do Robinho, que sentiu dor”, comentou Lucas Lima.

“O Robinho vinha sentindo essa dor desde o XV, ele tratou e voltou bem contra o São Paulo, mas acabou sentindo novamente, Vamos torcer para que ele fique bem", explicou Chiquinho.

Durante as quartas de final, frente ao XV de Piracicaba, na Vila Belmiro, Robinho deixou o campo por causa da lesão aos 7 minutos do segundo tempo. O lance deixou torcedores e comissão técnica aflitos, mas o craque foi poupado da partida contra o Londrina e retornou bem no último domingo, contra o Tricolor Paulista.

Robinho não participou da atividade com o restante do grupo (Foto: Divulgação/Santos FC)

Porém, mais uma no segundo tempo, desta vez aos 28 minutos, o Rei das Pedaladas sentiu a coxa esquerda e deixou o gramado.

Marcelo Fernandes autorizou a imprensa a acompanhar apenas 15 minutos do treino desta quinta e fará o mesmo nos próximos dois dias. A assessoria de imprensa, assim como todos que trabalham no departamento de futebol do Peixe, receberam a ordem de silêncio sobre o caso durante as finais.

Além da dúvida sobre a escalação de Robinho para a decisão, o treinador santista perdeu Werley, que teve o diagnóstico de dengue confirmado nesta quarta-feira, e Gustavo Henrique segue em tratamento de um edema na coxa. Isso deve forçar Marcelo Fernandes a escalar Paulo Ricardo, que fez apenas três jogos na equipe profissional, ao lado de David Braz.