Banner gripe

Rio de Janeiro apresenta projeto para novo autódromo

Prefeito da Cidade avisa: “Eu quero a Fórmula 1”. Projeto foi apresentado nessa sexta pelo Ministério do Esporte.

Comentar
Compartilhar
10 NOV 201211h59

O projeto do novo autódromo internacional do Rio de Janeiro foi apresentado pelo Ministério do Esporte nesta sexta-feira (9). Com a pista em Deodoro, o prefeito Eduardo Paes sonha desbancar São Paulo e sediar o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 no futuro.

“São Paulo que fique esperta, porque eu quero roubar a Fórmula 1 e trazer outras provas também”, disse Paes. A construção do novo circuito é um compromisso dos organizadores dos Jogos de 2016 para desativar o atual autódromo de Jacarepaguá, onde será erguido o Parque Olímpico.
 
Na presença do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, o comandante da 1ª Região Militar do Exército, general de divisão João Ricardo Maciel Monteiro Evangelho, assinou o documento revertendo a área do Exército Brasileiro para a Superintendência do Patrimônio da União, que posteriormente irá transferi-la para o Ministério do Esporte.
 
A apresentação do projeto ocorreu no próprio terreno de 2 milhões de metros quadrados. “O modelo adotado é o de autódromo parque, para preservar ao máximo a área verde do local”, explicou o secretário nacional de esporte de alto rendimento do Ministério do Esporte, Ricardo Leyser.

Autódromo de Interlagos está recebendo os últimos reparos para o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 (Foto: Werther Santana-Estadão Conteúdo)
 
Estão previstas grandes áreas de escape gramadas ao longo da extensão da percurso. O projeto ainda prevê pista para treinos, kartódromo e área de negócios, além de uma escola de automobilismo. “O novo autódromo terá capacidade para receber qualquer prova do automobilismo e da motovelocidade internacional”, discursou o secretário.
 
A licença prévia para o empreendimento foi concedida pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea) ao Ministério do Esporte no dia 6 de outubro de 2011. Conforme acordo estabelecido em maio deste ano, o governo federal financiará o projeto do novo circuito, enquanto as obras serão responsabilidade do governo do estado do Rio.
 
O cronograma prevê que até fevereiro o Ministério do Esporte entregue ao governo estadual o projeto executivo do empreendimento para licitação. Já a finalização da pista e da infraestrutura de competição está prevista para julho de 2014 - as demais edificações devem ficar prontas em 2015.

Colunas

Contraponto