Ricardo Oliveira treina até em casa para acelerar volta ao Santos

O jogador, que estava com caxumba, perdeu 15 dias de preparação física. Agora, quer recuperar o tempo perdido. A sua estreia deve ser no próximo dia 11

Comentar
Compartilhar
29 JAN 2017Por Diário do Litoral17h30
Ricardo Oliveira treina até em casa para acelerar volta ao SantosFoto: Ivan Storti/SFC

Enquanto os jogadores do Santos se reapresentaram ao técnico Dorival Júnior no dia 11 de janeiro, o centroavante Ricardo Oliveira foi impedido de iniciar os trabalhos de pré-temporada com o elenco. Acometido por uma caxumba, o camisa 9 teve que ficar em repouso e perdeu 13 dias de preparação física. Agora, porém, ele corre contra o tempo para ficar à disposição.

Livre dos problemas de saúde, o jogador, de 36 anos, voltou a treinar no CT Rei Pelé no último dia 25 (quarta-feira). Hoje, ele realiza trabalhos físicos e de fortalecimento muscular em dois períodos (manhã e tarde). Além disso, seguindo uma cartilha dos fisiologistas do clube, Ricardo Oliveira também treina a parte aeróbica em sua casa, em Alphaville, na Grande São Paulo.

“A verdade é que é muito difícil estar ausente dos treinos. Mas foi por uma força maior que a gente não controla, e não tem como dar um jeitinho. Mas voltar aqui, estar respirando este ambiente novamente e poder já começar o meu trabalho, a minha preparação, isto, para mim, me deixa muito feliz. O pior já passou”, disse Ricardo Oliveira à equipe da Santos TV.

A ideia do capitão do Santos é aproveitar todo o tempo possível para voltar a ter condições físicas de treinar com bola no gramado. A Comissão Técnica do clube prefere não estipular uma data para o retorno do jogador, mas a expectativa é que ele atue na partida contra o Red Bull Brasil, no próximo dia 11, em Campinas, pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

Para a estreia do clube, contra o Linense, na próxima sexta-feira (03), é certo que o artilheiro não estará presente. Ele ainda está distante da forma física ideal. Com isso, se levado em conta os amistosos contra o Nacional-SP, no CT Rei Pelé, e Kenitra (MAR), no Pacaembu, a tendência é que Rodrigão seja o titular. Novo reforço, Kayke deve ser opção entre os reservas.