Reforço se diz "em casa" ao rever velhos conhecidos em Cotia

Entre os conhecidos de Wallyson está o técnico Ney Franco, com quem trabalhou em 2008, no Atlético-PR.

Comentar
Compartilhar
13 JAN 201310h52

O São Paulo será a casa de Wallyson até o fim de 2013. O atacante de 24 anos disse neste sábado (12), em sua apresentação oficial, que já se sente ambientado ao novo clube, onde reencontrou velhos conhecidos, como Ney Franco, seu treinador no Atlético-PR em 2008.

"Já trabalhei com ele. É uma pessoa sempre aberta com seus jogadores, ele sempre conversa e dá conselho aos mais novos. Com certeza, vai me ajudar muito aqui", disse o ex-cruzeirense, que reviu ainda outros amigos ao se integrar à pré-temporada em Cotia.

"Joguei com o Rhodolfo no Atlético-PR e com o Fabrício no Cruzeiro. São pessoas com quem venho conversando bastante para que possam me ajudar. Estou em casa, conheço todo mundo. É só trabalhar forte para estar pronto para jogar", observou.

Reforço são-paulino foi apresentado neste sábado (12). (Foto: Divulgação/ São Paulo FC)

Sem atuar desde setembro e tendo operado dois meses depois para retirar uma placa e sete parafusos do tornozelo esquerdo, Wallyson ainda não sabe quando voltará a campo. Na sexta-feira, ele iniciou os trabalhos com o departamento de fisioterapia, com a expectativa de fazer treinos físicos na próxima semana.

Assim, ele não tem condições de participar da estreia do São Paulo na temporada, marcada para 19 de janeiro, contra o Mirassol, em jogo da primeira rodada do Campeonato Paulista, no Morumbi.

Além dele, foram contratados outros três reforços para este ano: o zagueiro Lúcio e os atacantes Aloísio e Negueba, o qual lesionou o joelho direito no segundo dia de treinos.